VI Congresso dos Petroleiros da Bahia começa neste sábado (27)

Com o tema “Em tempos de golpe, resistência, unidade e luta”, a categoria petroleira da Bahia participa do seu VI Congresso, que começa neste sábado (27\05), abordando assuntos de relevância no momento atual, como “A lava jato, o desmonte do Sistema Petrobrás e as consequências políticas e econômicas para o povo brasileiro” e “Gênero, sexualidade e direitos”`.

Na pauta também o debate político sobre a corrupção em que está envolvido o golpista Temer e seu governo, depois das denúncias de propinas reveladas nas gravações feitas pelos empresários do grupo JBS. Além de investigado pelo STF, Temer já tem 13 pedidos de impeachment no Congresso e em Brasília o debate é sobre o processo de eleição indireta, com a cassação da chapa Dilma x Temer no TSE, enquanto a CUT, Frentes Brasil Popular e Povo sem Medo e movimentos sociais exigem Diretas Já”.

O congresso termina no domingo (28\05), após a aprovação das teses, na parte da manhã; à tarde ocorrem duas assembleias gerais ordinárias, uma para a eleição do Conselho Fiscal e a segunda para a apreciação e aprovação da prestação de contas do ano de 2016 e a previsão orçamentária para 2017.

O evento acontece no Hotel Sol Bahia Atlântico, no bairro de Patamares, local onde os congressistas vão discutir também os problemas que atingem a categoria e as reivindicações que serão encaminhadas para o Congresso da FUP, para que façam parte da pauta de reivindicação que será entregue à direção do Sistema Petrobrás.

Conheça a programação do VI Congresso:

27 de maio (sábado)

 

8h às 18h- Credenciamento de delegados

9h- Leitura e aprovação do Regimento Interno do Congresso

10h -Declamação do cordel “Acorda Petroleiro, acorda Brasil”, de Tarciso Moraes

10h15- Abertura do VI Congresso [email protected] Petroleir@s da Bahia

 Composição da mesa

 – Deyvid Bacelar – Coordenador do Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro Bahia)

– José Maria Rangel – Coordenador da Federação Única dos Petroleiros (FUP)

-Lucineide Varjão – Presidenta da Confederação Nacional do Ramo Químico (CNQ)

-Paulo Cayres – presidente da CNM- Confederação nacional dos Metalúrgicos (representando a CUT nacional)

– Adilson Araújo – Presidente da CTB

– Marise Sansão – Presidente da FEASAPEB

– Evanildo Costa – Direção Nacional do MST

– Moisés Borges – Coordenação Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragem (MAB)

12h às 13h30- Almoço

13h45- Painel I –

Tema- A lava jato, o desmonte do Sistema Petrobrás e as consequências políticas e econômicas para o povo brasileiro.

– Deyvid Bacelar- coordenador do Sindipetro Bahia (mediador)

– Paulo Cayres- presidente da CNM- (representando a CUT nacional)

– Carlos Zarattini- Deputado Federal (PT- SP) líder do partido na Câmara

– José Maria Rangel- Coordenador da FUP

– Rodrigo Pimentel Ferreira Leão- economista/ pesquisador do Centro Celso Furtado/ membro do GEEP (Grupo de Estudos Estratégicos de Propostas da FUP)

– William Nozaki – Economista, professor de ciências políticas na Escola de Sociologia e Política de São Paulo/ membro do GEEP

  16h – Coffe break

  16h20 – Painel II-

 Tema-  Gênero, sexualidade e direitos

 – Rosângela Maria – representante do Coletivo de Mulheres Fupistas (mediadora)

– Lucineide Varjão – Presidenta da Confederação Nacional do Ramo Químico (CNQ)

– Maria Joana – Coordenação Estadual do Levante Popular da Juventude

– Elisângela Araújo – Diretora Executiva da CUT nacional

 17h20 – Painel III-

 Tema – Setor Privado

– Radiovaldo Costa – Diretor do Sindipetro Bahia

–  Ana Georgina – Supervisora Técnica do DIEESE

28 de maio (domingo)

 8h às 11H – Credenciamento delegados suplentes

8h30 ás 12h – Discussão das teses

12h às 13h30 – Almoço

14h – Assembleia Geral Ordinária para escolha do Conselho Fiscal do Sindipetro Bahia

15h – Assembleia Geral Ordinária- Prestação de contas

Local: Hotel Sol Bahia Atlântico

Endereço: R. Manoel Antônio Galvão, 1075 – Patamares, Salvador – BA