ANO NOVO, SEGURANÇA VELHA - mais um trabalhador acidentado na Bacia de Campos

Quinta, 07 Janeiro 2010 22:00
Para os trabalhadores do Sistema Petrobrás, 2010 já começa marcado pela mesma característica...

Imprensa da  FUP

Para os trabalhadores do Sistema Petrobrás, 2010 já começa marcado pela mesma característica dos anos anteriores, a insegurança. O operador de petróleo da Petrobrás, Ricardo Pereira Carnauba, que trabalhava em P-35 foi hospitalizado no inicio da tarde desta segunda-feira, 4, após uma queda de um piso ao outro na plataforma. Segundo informações dos próprios trabalhadores, o piso gradeado rompeu quando o trabalhador pisou sobre ele.

De acordo com o Sindipetro NF, outro caso semelhante ocorreu na mesma unidade e no mesmo local há seis meses. Apesar do pequeno intervalo, nenhuma providência foi tomada, além do aumento na produção e do lucro da Petrobrás, ou seja, o discurso e a prática sobre a segurança na empresa, continua a mesma, uma celeuma.

O Sindipetro NF, insistentemente tem denunciado a Petrobrás ao MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) e à mídia. Além disso, também são realizadas inúmeras discussões que analisam os acidentes, e setoriais com os trabalhadores, onde as principais questões sobre segurança são explicadas à categoria, através de palestras e seminários. Apesar de todos os debates e explicações sobre os temas de saúde e segurança, a FUP e seus sindicatos continuam alertando que a boa comunicação entre os trabalhadores e os sindicatos é um dos mais importantes instrumentos de luta, ou seja, as denuncias são indispensáveis no processo de construção de um ambiente de trabalho decente e seguro.

As reivindicações por segurança e melhores condições de trabalho precisam ser intensificadas em 2010, e tratadas pela categoria petroleira, com a mesma importância das cláusulas econômicas e sociais. Denuncie!

 

 

Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.