Ano começa com trabalhador acidentado na Bacia de Campos

Segunda, 04 Janeiro 2010 22:00
O operador de petroleo da Petrobras, Ricardo Pereira Carnauba, que trabalhava em P-35...

Sindipetro NF

O operador de petroleo da Petrobras, Ricardo Pereira Carnauba, que trabalhava em P-35 foi hospitalizado no inicio da tarde desta segunda-feira, 4, após uma queda de um piso ao outro na plataforma. Segundo informações, o piso gradeado rompeu quando o trabalhador pisou sobre ele. O Sindipetro NF está acompanhando o caso.

Segundo relato dos trabalhadores, outro caso semelhante ocorreu na mesma unidade e no mesmo local há uns seis meses. Só que o trabalhador conseguiu se segurar e não se feriu. A empresa não consertou o piso e um novo acidente ocorreu.

Esse acidente e o último ocorrido em PCE-1, quando o guarda corpo rompeu e o trabalhador também caiu e perdeu o baço, são a prova do sucateamento que ainda existe em diversas unidades marítimas da Petrobrás. O Sindipetro-NF possui em seu site uma lista com as pendências de segurança enviadas pelos trabalhadores e que precisam ser resolvidas, porém é lenta a correção dessas pendências deixando os trabalhadores expostos a tragédias como essa. O Sindicato em conjunto com a DRT realizou diversas inspeções nas plataformas para apurar e cobrar soluções para as denúncias de condições de insegurança dos trabalhadores.

Para o sindicato é um absurdo que aconteçam acidentes por mero descaso com a segurança. A morosidade como essas pendências são tratadas pela Petrobrás, demonstra que está faltando sintonia entre o discurso e a prática sobre segurança na empresa.

Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.