Adiantamento da PLR: FUP cobra alterações na proposta da Petrobrás

Quinta, 17 Dezembro 2009 22:00
Após avaliar a proposta da Petrobrás de pagamento do adiantamento da PLR 2009, a direção da FUP decidiu ...

Imprensa da FUP

Após avaliar a proposta da Petrobrás de pagamento do adiantamento da PLR 2009, a direção da FUP decidiu cobrar alterações na redação do acordo proposto pela empresa. O objetivo é garantir que o acordo de adiantamento da PLR não crie qualquer tipo de engessamento na negociação da quitação da PLR 2009 no ano que vem, bem como no regramento das PLRs futuras, principalmente em relação à forma de distribuição. Até o final desta sexta-feira, 18, a empresa não respondeu à cobrança de alteração proposta pela FUP. Portanto, o indicativo da Federação em relação à proposta de adiantamento da PLR 2009 só será feito após o posicionamento da Petrobrás.

 
A FUP deixou claro para Petrobrás que a proposta da empresa para o adiantamento da PLR também não estabelece, condiciona ou garante que a forma de distribuição que será definida no regramento das PLR´s futuras será feita de maneira igual. A FUP reafirmou a proposta aprovada pela categoria para as PLRs futuras, que defende distribuição igual para todos os trabalhadores.
 
A FUP reivindicou também que seja estabelecido na proposta da Petrobrás para o adiantamento da PLR-2009 uma data limite, até 31/03/2010, para o estabelecimento do regramento do pagamento das PLR´s futuras. A empresa concordou com a reivindicação desde que seja na carta de compromisso e  não no Acordo para pagamento  do adiantamento.
 
Programa Jovem Universitário
 
A FUP cobrou que a Petrobrás apresente, o mais rápido possível, a relação dos cursos de nível superior que a empresa entende serem ligados diretamente a indústria de óleo, gás, energia e biocombustíveis. A FUP e seus sindicatos cobraram agilidade do RH, pois os trabalhadores que vão matricular seus dependentes nos cursos de nível superior precisam saber, com antecedência, quais dos cursos terão reembolso de 30%, conforme conquistado no ACT 2009-2011.
 
A Petrobrás se comprometeu a reunir-se com a direção da FUP no início da segunda quinzena de Janeiro de 2010 para apresentar a relação de cursos de nível superior que serão contemplados pelo Programa Jovem Universitário
 
Recadastramento da AMS
 
Com apoio da FUP e de seus sindicatos, que disponibilizaram as suas instalações, em todo o Brasil, para o funcionamento dos postos de recadastramento da AMS, cerca de 250 mil beneficiários foram recadastrados em todo o país. Somente 17% dos usuários do sistema ainda não se recadastram, ou seja, cerca de 50 mil beneficiários.
 
Como o prazo previsto para o término do recadastramento da AMS é 31/12/2009, não haverá tempo suficiente para o recadastramento desses beneficiários. Por isso, a FUP solicitou à Petrobrás que o prazo de recadastramento seja prorrogado até 31/03/2010 e que sejam emitidas novas carteiras, em papel, para esses beneficiários. A empresa havia anunciado que, a partir de 31/12/2009, não haverá mais a emissão da carteira da AMS em papel, valendo, somente, o cartão eletrônico.
 
A Petrobrás concordou com a prorrogação e já está providenciando a instalação dos postos de recadastramento, de acordo com a quantidade e o local de moradia dos beneficiários que ainda não se recadastraram. Quanto à emissão das carteiras da AMS em papel para os cerca de 50 mil beneficiários que não se recadastraram ainda, a empresa concordou com a proposta apresentada pela FUP, sendo que a validade das carteiras será até 31/03/2010.
 
Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.