Sindicatos se mobilizam para I PLENAFUP

Quinta, 14 Maio 2009 21:00
Os sindicatos de petroleiros já começaram a se organizar para a I Plenária Nacional da FUP, que será realizada...

Imprensa da FUP

Os sindicatos de petroleiros já começaram a se organizar para a  I Plenária Nacional da FUP, que será realizada entre 02 e 05 de julho, no Assentamento do MST, na cidade de Lapa, no Paraná, onde funciona a Escola Latino Americana de Agroecologia. Conforme estabelece o novo estatuto da Federação (aprovado no ano passado, durante o XIV Confup), a plenária substitui os congressos anuais. O Congresso Nacional da FUP passa a ser realizado a cada três anos para eleição da diretoria e demais deliberações.


O Assentamento do Contestado, onde será realizada a plenária, já está sendo preparado para abrigar as delegações de petroleiros que chegarão de vários estados do país. A escolha de um assentamento do MST para sediar esta primeira Plenafup fortalece a unidade de classe dos petroleiros com os trabalhadores rurais, que sempre estiveram presentes nas principais lutas da categoria.  A FUP e seus sindicatos estão realizando obras de infra-estrutura e melhoria das instalações do assentamento, cujos investimentos trarão importantes benefícios não só para as 108 famílias que vivem no local, como para a Escola de Agroecologia, que recebe trabalhadores rurais de várias regiões da América Latina.


A I Plenafup terá como eixos a defesa da soberania nacional (energética e alimentar), melhores condições de saúde e segurança no ambiente de trabalho, reforma agrária para garantir terra para quem trabalha, valorização da agricultura familiar e o fortalecimento da unidade da classe trabalhadora. Além de debater estas questões, os petroleiros também irão deliberar sobre as pautas de reivindicações, campanhas e planos de luta da categoria.

Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.