Gripe Suína: CNTT-CUT pedirá ao governo medidas de proteção à saúde dos trabalhadores em áreas de risco

Segunda, 11 Maio 2009 21:00
Preocupada com os alertas sobre a proliferação do vírus A (H1N1), conhecido como gripe suína...

CUT

Preocupada com os alertas sobre a proliferação do vírus A (H1N1), conhecido como gripe suína, no mundo e seu contágio no Brasil, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes da CUT (CNTT-CUT) enviará nesta semana aos órgãos competentes do governo brasileiro um documento pedindo a implantação de medidas de proteção à saúde dos trabalhadores que trabalham em áreas de risco de contaminação.

A entidade está atenta com o início do contágio no país, que segundo informações veiculadas pela grande imprensa quatro casos foram notificados até o momento. “O nosso intuito é contribuir com o governo federal que tem tomado medidas pontuais e preventivas. Estamos preocupados com a exposição dos nossos trabalhadores que, muitas vezes, estão na linha de frente de contágio e não têm mecanismos de proteção, correndo forte risco de serem infectados”, alerta o presidente da CNTT-CUT, Paulo João Estausia (Paulinho).

O documento da CNTT-CUT será encaminhado para o Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Ministério da Defesa, Secretaria Nacional dos Portos e para a Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC).

Representação

A CNTT-CUT representa todos os segmentos de transportes do norte à região sul do país. Ao todo, são 84 sindicatos filiados dos setores aéreo, ferroviário, viário, metroviário, rodoviário e portuário/marítimo que representam cerca de 500 mil trabalhadores.

Paulinho disse que os sindicatos e federações filiados já divulgaram para suas bases informativos com orientações  sobre o vírus A (H1N1) e salientou que o ramo do transporte cutista está à disposição do governo federal. “Pedimos às autoridades que atendam às nossas solicitações que nos ajudarão a combater e a neutralizar de forma coletiva os riscos de contaminação deste novo vírus que tem assolado o mundo e o nosso país”, finaliza.  

 

 

Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.