Unidades da Petrobrás sob controle dos trabalhadores

Segunda, 23 Março 2009 21:00
Apesar das ameaças e pressões das gerências da empresa, os petroleiros continuam controlando a produção...

Imprensa da FUP

Apesar das ameaças e pressões das gerências da empresa, os petroleiros continuam controlando a produção em várias unidades da Petrobrás. Na Bahia, o campo de Jandaia, a maior área de produção de petróleo do estado, continua com a produção totalmente controlada pelos trabalhadores, que também têm sob controle outros campos nos municípios de Entre Rios e Esplanada. Nas plataformas do Rio Grande do Norte, os petroleiros também controlam 70% da produção de gás e petróleo. Também no Pólo de Guamaré, área de processamento de gás e óleo do estado, apenas uma unidade permanece em atividade, com carga mínima. Na unidade de Biodiesel de Montes Claros, em Minas Gerais, a produção foi interrompida na noite desta terça-feira (24).

Os terminais de Solimões, no Amazonas, de Suape, em Pernambuco, e de Guarulhos, em São Paulo, também permanecem sob controle dos trabalhadores, assim como o gasoduto de Paratibe, em Pernambuco. O bombeio e transferência de produtos e derivados de petróleo e gás continuam controlados pelos petroleiros grevistas e sindicatos.

O Terminal de São Fransciso do Sul, em Santa Catarina, também está sob controle dos trabalhadores grevistas, com a produção sendo mantida em níveis abaixo do normal. No Terminal de Cabiúnas, em Macaé (Norte Fluminense), os trabalhadores controlaram a produção por 13 horas, mas foram coagidos pela Petrobras a entregar o terminal para a equipe de contingência da empresa. Das seis unidades de Cabiúnas, duas estão paradas.

 

Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.