Halliburton demite trabalhadores no Brasil

Domingo, 01 Março 2009 21:00
Uma das maiores empresa do mundo na área de petróleo, a Halliburton está aplicando uma prática...

Sindipetro-NF

Uma das maiores empresa do mundo na área de petróleo, a Halliburton está aplicando uma prática cruel no Brasil. Sob a alegação da crise financeira mundial demitiu mais de 20 trabalhadores, alguns com dezesseis, vinte e até mais sendo dispensados com uma fria carta de agradecimento pelos serviços prestados.

O Sindipetro-NF considera que nesse momento a responsabilidade social das empresas vai por água abaixo. Pessoas com mais de 50 anos estão sendo demitidas. Não levam em conta e experiência, capacidade e o fato de que a idade pode ser um a dificuldade para retorno ao mercado de trabalho.

 "A crise é do patrão. Nós, proletários, não podemos pagar por ela. Nunca fomos chamados para participar dos dividendos. Mas a crise, que é o principal tema nas mesas de negociação, agora é utilizada para levar terror aos trabalhadores e familiares" - comenta o diretor Thiago Magnus.

A Halliburton é a única empresa que está tomando essa atitude na Bacia de Campos. O Sindipetro-NF está em contato com o RH da empresa na tentativa de contornar a situação. 

O Sindicato também convoca  os trabalhadores para participarem de uma  Assembleia no dia 17/02, às 7h30 na porta da empresa para aprovar estado de Assembleia permanenete e mobilizações dos trabalhadores da Halliburton em face das demissões imotivadas praticadas pela empresa recentemente.

ACORDO

O  ACT dos trabalhadores da Bacia de Campos foi aprovado em dezembro e até agora a empresa não colocou em prática. Alega que os trabalhadores da base do Rio Grande do Norte ainda não aprovaram. O NF cobra da empresa que aplique o acordo para as bases que já o aprovaram .

Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.