FUP lamenta a perda de Óscar García, dirigente da USO, da Colômbia

Quinta, 01 Julho 2021 12:34

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) lamenta profundamente o falecimento de Óscar Cipriano García Granados, destacado dirigente da Unión Sindical Obrera de la Industria del Petróleo (USO), da Colômbia. Ele foi mais uma vítima da pandemia da covid-19 e nos deixou nesta quarta-feira (30). A direção colegiada da FUP se solidariza com seus familiares e companheiros de luta sindical.

Óscar tinha uma vasta trajetória como dirigente sindical, na defesa dos trabalhadores e trabalhadoras da indústria petroleira. O dirigente começou trabalhando como operário no Complexo Caño Limón, campo petrolífero na região de Arauca, na divisa com a Venezuela, e se filiou ao sindicato, do qual virou notório dirigente até os dias de hoje.

Formado em Direito, integrava a Direção Nacional da USO e dirigia a Secretaria de Usuários e Beneficiários. Em nota, a entidade afirmou: “essa crise, agravada pelo mal governo, pela desídia do Estado na proteção do direito à saúde e a vida de todos os cidadãos e cidadãs da Colômbia nos coloca no dever de continuar lutando para mudar esse estado de inconstitucionalidade generalizada”.

A FUP se solidariza com a família de Óscar e com todos os companheiros e companheiras da USO. Como afirmou a entidade sindical colombiana, “que o exemplo de militância para a vida digna de todos e todas propagado por Óscar seja a pedra angular para a construção de um país diferente, em paz, com justiça, livre e soberano”.

Óscar Granado, presente!

[Federação Única dos Petroleiros]

 

Publicado em Movimentos Sociais

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.