Terceirizados da Petrobrás no RN encerram greve com avanços no Acordo Coletivo

Quarta, 02 Dezembro 2020 14:03

A mobilização teve adesão dos trabalhadores da RCS, que atuam com campos de produção terreste da Petrobrás de Canto do Amaro e Fazenda Belém

[Imprensa do Sindipetro-RN]

Parados por três dias, trabalhadores da RCS aprovaram na noite da última sexta-feira(27/11) a contraproposta do ACT e resolveram encerrar a greve. A decisão foi tomada por unanimidade em assembleia extraordinária dirigida pelo Coordenador Geral do SINDIPETRO-RN, Ivis Corsino e os dirigentes: Eufrásio Paulino, José Araújo e Manoel Assunção.

Após negociação com a direção do Sindicato, a empresa se comprometeu em não aplicar nenhum tipo de retaliação aos trabalhadores em greve, isso inclui desconto na folha de pagamento. No entanto as horas não trabalhadas deverão ser compensadas pela categoria na empresa.

A greve teve uma conquista importante no bolso dos trabalhadores neste fim de ano. A RCS assegurou o pagamento de uma cesta natalina no valor de R$150,00 a ser paga até 20 de dezembro. A bonificação era uma das reinvindicações dos companheiros desde o início do contrato em março de 2019.

Por intermédio do Sindicato a categoria também conseguiu antecipar o pagamento dos retroativos em parcela única que será paga até o quinto dia útil de dezembro. A proposta inicial da RCS era dividir o valor em três parcelas.

A empresa também ratificou que não vai fazer descontos no auxilio refeição aos trabalhadores que estiverem afastados por qualquer natureza até três dias. Outro ponto contido nas negociações do pleito da categoria foi a retirada do valor desconto no plano de saúde para os dependentes, referente a R$ 50,00(ou R$ 58,00 se for com o plano odontológico). A empresa informou que está estudando um meio de solucionar essa questão e deu o prazo até fevereiro de 2021.

Para o diretor Eufrásio Paulino os avanços no ACT e na retomada de negociação com a empresa só foi possível com a luta dos trabalhadores que entraram na greve. “É preciso ter coragem e união da categoria para reivindicar direitos. Os companheiros da RCS estão de parabéns. A luta continua e a diretoria do SINDIPETRO-RN sempre estará do lado de vocês”, informou o dirigente.

Mesmo com o fim da greve e a retomada da mesa de negociação com o sindicato, a categoria decidiu na assembleia manter o Estado de Greve até que a empresa honre tudo que prometeu na minuta do ACT.

Gratidão: na manhã do sábado, 28 de novembro, os trabalhadores foram até a subsede do SINDIPETRO-RN em Mossoró agradecer a diretoria do sindicato pelo apoio no movimento paredista e na defesa dos seus direitos. O agradecimento foi selado com uma oração puxada por um dos trabalhadores presentes.

“A direção do sindicato fica feliz com essa iniciativa da categoria, isso mostra que o nosso trabalho tem mostrado bons resultados tanto no setor público, quando no setor privado. Parabéns aos companheiros da RCS. Estamos com vocês!”, disse o dirigente Manoel Assunção.

Publicado em Setor Privado

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.