Ato na Praia de Imbetiba em Macaé lembra a morte de petroleiros por Covid-19

Terça, 03 Novembro 2020 17:57

No dia de finados, 2 de novembro, a praia de Imbetiba em Macaé amanheceu com diversas cruzes fincadas na areia, um banner onde estava escrito “Covid 19 – Petrobras – 20 petroleiros mortos”  e uma outra faixa na areia estava escrito “Poderia ser você!”.  A ideia da diretoria do Sindipetro-NF com esse ato é sensibilizar a sociedade para as mortes de Covid que estão acontecendo na categoria petroleira, principalmente entre os trabalhadores que embarcam.

Um relatório da Fiocruz que relaciona a COVID-19 com o trabalho na indústria de petróleo e gás mostra que entre os 46.416 empregados próprios, a incidência de COVID-19 na Petrobrás é de 4.448,9 casos/100 mil, o que corresponde a uma incidência de mais do que o dobro da registrada em todo Brasil (2.067,9/100 mil).  Corresponde também a 3,16 vezes a taxa no estado do Rio de Janeiro (1.406,4), a 2,29 vezes a de São Paulo (1.945,5).

Esse relatório fala sobre o número de mortos por COVID na indústria do petróleo e gás, que chega a 20 e que a maioria deles são terceirizados. E  indica a necessidade de que os casos de contaminação pelo vírus na empresa sejam registrados como Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT). O que teria impacto direto na Taxa de Acidentes Registráveis (TAR) da companhia este ano, índice utilizado como critério pela International Oil and Gas Producers (IOGP) para comparar o desempenho das empresas do setor, com objetivo de intensificar a concorrência internacional.

O relatório desenvolvido pelo CESTEH – Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Fiocruz ainda indica registro do evento na Ficha do Sistema de Informações dos Agravos de Notificação (Sinan) para fins de Vigilância Epidemiológica e Vigilância em Saúde do Trabalhador.

Pesquisadores em saúde do trabalhador sustentam que “a Covid-19 é uma doença presumivelmente relacionada ao trabalho, quando acomete pessoas que saem de casa para trabalhar, pois estão compulsoriamente expostas ao contato inter-humano e ao contato com superfícies eventualmente contaminadas, a despeito do uso de máscaras ou de outros equipamentos de proteção individual, que não proporcionam proteção total.”

[Da imprensa do Sindipetro-NF]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.