Live da FUP nesta quinta discutirá o futuro da previdência complementar fechada

Quarta, 29 Julho 2020 13:08

Nas lives anteriores que a FUP realizou sobre Petros, foram abordadas questões como o pagamento do novo PED, as propostas de pagamento do resíduo do PED 2015 e o novo PP3.

Nesta quinta, 30, os convidados irão abordar o futuro da previdência complementar fechada e seus planos de benefícios.

Veja a convocatória da live:

Há muito tempo, o grande capital financeiro no Brasil, representado por bancos e seguradoras, buscam se apoderar dos recursos bilionários que estão nos fundos de pensão fechados, principalmente das empresas estatais.

Devido a sua influência econômica na grande mídia, a cobertura jornalística, sobre os fundos de pensão fechados, desde os anos 80, sempre foi envolvendo escândalos de desvios financeiros e roubos dos seus dirigentes.

Mais recentemente, isso se intensificou, devido as operações “Lava-Jato” e “Greenfield” e, mais recentemente, aos equacionamentos de déficits que ocorreram, nos grandes fundos fechados das estatais: Petros, Funcef, Postalis e outros.

Aliado a isso, desde dezembro de 2018, foi editado a Resolução CGPAR 25 estabelecendo diretrizes para as empresas estatais federais, quanto ao patrocínio dos seus planos de benefícios de previdência complementar.

Essa Resolução, no seu Art. 6º, obriga as empresas estatais a avaliar, no máximo, a cada dois anos, a economicidade de manter o patrocínio dos seus planos de benefícios nos fundos fechadas e que a sua Diretoria deverá propor ao seu Conselho de Administração - CÁ a transferência de gerenciamento, quando verificar a não economicidade de manter a administração do plano no fundo fechado.

Essa transferência poderá beneficiar, as entidades abertas, que são administradas, justamente, por bancos e seguradoras.

Para falar sobre todas essas ameaças, que pairam sobre os fundos fechados e seus planos de previdência, convidamos Marcel Barros, Diretor de Seguridade eleito da Previ, vice presidente da ANAPAR e recém indicado pela Associação para o CNPC - Conselho Nacional da Previdência Complementar e Luiz Felippe Fonseca, assessor previdenciário da FUP e da ANAPAR e membro suplente indicado pela ANAPAR, para o CNPC. Ambos já foram nomeados oficialmente para compor o CNPC.

Você já sabe, nosso programa vai ao ar, toda quinta, a partir das 10 horas.

Youtube: https://youtu.be/_A2j4jD-rCw

Facebook: https://mla.bs/89cd0ca6

 

Publicado em Sistema Petrobrás

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.