Petros atende cobrança da FUP e mantém suspensão das prestações dos empréstimos

Sexta, 26 Junho 2020 12:54

A diretoria da Petros atendeu parcialmente a reivindicação da FUP de suspensão da cobrança das parcelas de empréstimos contraídos pelos participantes e assistidos junto à Fundação. Em ofício enviado à entidade, no início de junho, a Federação defendeu a necessidade da Petros manter até dezembro a suspensão dos descontos. 

Nesta quinta-feira, 25, a Petros informou que irá “prorrogar automaticamente por mais três meses (julho, agosto e setembro/20) a suspensão das prestações mensais dos empréstimos, nos moldes hoje vigentes”.  Os participantes e assistidos que não aderiram à campanha anterior também poderão usufruir da suspensão temporária do pagamento das prestações. 

Essa é mais uma importante conquista da FUP nesse momento de pandemia, cujos impactos financeiros são ainda maiores para os aposentados e pensionistas. A Federação continuará buscando meios de garantir que a suspensão das parcelas dos empréstimos seja mantida até o final do ano, dando, assim, um fôlego maior para que os participantes e assistidos possam se organizar financeiramente.

Veja o documento enviado pela FUP à Petros:

 

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram