Petrobrás bate recorde no pré-sal e ganha prêmio OTC

Sexta, 15 Maio 2015 19:51

A Petrobrás divulgou mais um récorde de produção no pré-sal, deixando em polvorosa os entreguistas que se articulam para alterar o sistema de partilha, com a desculpa de que a estatal não tem condições de continuar sendo a operadora única. Pois, contra tudo e contra todos, a Petrobrás, através do talento e dedicação de seus trabalhadores, já chegou à marca de 800 mil barris de petróleo e gás extraídos diariamente do pré-sal. O novo récorde foi registrado no dia 11 de abril, nove anos após a empresa iniciar a produção nesta nova fronteira exploratória.

Antes do pré-sal, a Petrobrás levou 40 anos para alcançar esse mesmo volume de produção no Brasil, explorando 6.374 poços de petróleo. No pré-sal, foi necessário menos de um quarto deste tempo e apenas 39 poços. Não é à toa, que as multinacionais fazem de tudo para se apropriar desta riqueza. O PSDB e o DEM, que atuam em prol dos empresários do setor, já têm em andamento no Congresso Nacional quatro projetos de lei para derrubar o sistema de partilha, retirar da Petrobrás o papel de operadora única do pré-sal e mudar as regras da política de conteúdo nacional.

Reconhecimento internacional

No último dia 03, a Petrobrás recebeu pela terceira vez o prêmio OTC Distinguished Achievement Award for Companies, Organizations and Institutions, o maior reconhecimento de uma operadora offshore por tecnologias desenvolvidas e desafios vencidos. Essa é a Petrobrás que a mídia tenta desqualificar dia e noite com manchetes ofensivas a seus trabalhadores, os verdadeiros responsáveis pela premiação. Aimprensa não divulga, por exemplo, que os investimentos da Petrobrás em tecnologia superam tudo que é gasto em pesquisa pelas sete maiores empresas brasileiras juntas.

Enquanto as grandes petrolíferas do mundo aplicam em média 0,40% de sua receita líquida no desenvolvimento de tecnologias, a Petrobrás investe o dobro: 0,80%. Isso porque nos últimos doze anos, o governo aumentou em mais de 700% os recursos da estatal para esta área, possibilitando, entre outras conquistas, a descoberta do pré-sal.A FUP parabeniza todos os petroleiros que contribuíram para que a empresa ganhasse pela terceira vez o OTC. Essa é a nossa verdadeira Petrobrás!

Dilma descarta mudanças no sistema de partilha

Questionada sobre declarações recentes de autoridades do governo sobre o pré-sal, a presidente Dilma Rousseff informou à jornalista Mônica Bergamo, colunista da Folha de São Paulo, que não há qualquer possibilidade de mudanças no sistema de partilha e nas regras que garantem à Petrobrás a exclusividade na operação, bem como participação mínima de 30%. A declaração foi feita durante um evento social que a presidente participou em São Paulo, no último dia 09.

Recentemente, a imprensa divulgou que o ministro das Minas e Energia e a diretora geral da ANP teriam afirmado que são favoráveis à flexibilização das regras para exploração do pré-sal.

Publicado em DESENVOLVIMENTO

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.