Está tendo Copa e o Brasil já saiu ganhando

Quarta, 18 Junho 2014 08:52

 

A mídia fez o que pode pregando o caos na Copa. O PSDB se articulou para vaiar e xingar a presidenta da República no jogo de estreia. Alguns movimentos de rua descambaram para o fascismo numa triste campanha de intimidação aos torcedores. Mas, com o brasileiro, não há quem possa.  O povo se vestiu de verde e amarelo e atropelou o #nãovaitercopa. Nosso país acolheu calorosamente centenas de milhares de torcedores latino-americanos, que, assim como nós, estão tendo a oportunidade de protagonizarem uma Copa do Mundo no nosso continente. 

E que Copa! A Copa no Brasil já está sendo considerada pelos jornalistas estrangeiros a "Copa das Copas".  E o Brasil já saiu ganhando. Não só em campo, como na geração de emprego, renda e, principalmente, em visibilidade internacional. Cerca de 3,6 bilhões de pessoas, quase metade da população do planeta, está acompanhando a Copa pela TV, internet, celular ou outros meios de comunicação.

Segundo o último levantamento do Ministério do Turismo, o Brasil está recebendo em torno de 600 mil torcedores de 186 países. Mais de 3,1 milhão de brasileiros também estão circulando pelo país para assistir aos jogos da Copa. A previsão é de que esse fluxo de turistas injete R$ 6,7 bilhões nas 12 cidades-sede.

Mais de 700 mil empregos diretos e indiretosforam criados desde 2010 para viabilizar as obras da Copa, serviços e turismo. Estudos encomendados pelo governo apontam que os investimentos feitos gerem um retorno de R$ 150 bilhões para o país até 2019. A estimativa é de que R$ 30 bilhões já sejam agregados de imediato ao PIB.

Entre 2010 e 2013, o governo investiu R$ 21,4 bilhões e a iniciativa privada mais R$ 4,2 bilhões na realização de 81 projetos voltados para a Copa do Mundo. A maior parte desses recursos - 73% - foi para obras de infraestrutura, mobilidade urbana, segurança pública e turismo. Cerca de um quarto (R$ 8 bilhões) foi destinado para obras de construção e reforma de estádios, sendo que R$ 4 bilhões através de financiamento do BNDES, R$ 1,4 bilhão pagos pelo governo do DF e o restante através de investimentos privados.

Nesse mesmo período (2010 a 2013), o governo federal investiu R$ 825,3 bilhões em saúde e educação.

Fonte: FUP, por Alessandra Murteira

Publicado em DESENVOLVIMENTO

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.