Taxa de desemprego registra queda pelo 3º mês consecutivo

Sexta, 21 Dezembro 2012 11:12

Vermelho

Pelo terceiro mês consecutivo a taxa de desemprego apresentou redução. Em novembro caiu de 10,5% para 10% %. Segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), realizada em sete regiões metropolitanas do país pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), o período registrou crescimento da formalização do trabalhador.


O número de empregados sem carteira assinada caiu 3,4%. Enquanto isso, cresceu 1,4% o número de trabalhadores com carteira assinada e 1% o número de autônomos.

O rendimento médio real dos trabalhadores (os de outubro foram pesquisados) também foram analisados. Cresceu 1% entre os ocupados e 0,8% entre os assalariados, em relação ao mês anterior. Os valores médios foram de R$ 1.574 e de R$ 1.603, respectivamente.

A taxa de desemprego, no entanto, ainda é maior do que a registrada em 2011 (9,7% em novembro de 2011). Nas regiões metropolitanas de São Paulo, Recife, Salvador, Porto Alegre, Belo Horizonte, Fortaleza e Distrito Federal o número de desempregados chegou a 2,26 milhões de pessoas em novembro deste ano, 107 mil a menos do que no mês anterior.

A População Economicamente Ativa (PEA) foi estimada em 22,56 milhões, o que equivale a entrada de 40 mil trabalhadores no mercado, em relação a outubro. No mês pesquisado, foram criados 148 mil postos de trabalho.

Com relação à análise por setores de atividade econômica, o nível de ocupação teve maior crescimento na construção civil (7,1%, o equivalente a 106 mil postos de trabalho), seguido pela indústria da transformação (0,7%, 21 mil postos). Houve pouco crescimento em serviços (0,2%, 27 mil postos) e em comércio e reparação e veículos (0.1%, 5.000 postos).

Região metropolitana de São Paulo

Em São Paulo, a taxa de desemprego registra a mesma tendência de queda. O índice caiu de 10,9% em outubro para 10,3% em novembro. O número de desempregados caiu em 67 mil pessoas, para 1,16 milhão. O nível de ocupação cresceu 0,7%, com a criação de 72 mil postos de trabalho. Na análise por setores, a taxa de ocupação cresceu 9,6% na construção em novembro, o equivalente a 66 mil postos de trabalho. A indústria da transformação teve crescimento de 0,7% (12 mil postos de trabalho) no período. Comércio e reparação de veículos cresceu 0,1% (2 mil postos). Serviços não teve variação entre outubro e novembro.

A Grande São Paulo registrou crescimento da formalização do emprego, com queda de 4,6% no número de trabalhadores sem carteira assinada e aumento de 1,3% tanto no número de empregado com carteira assinada quanto no de autônomos.

Publicado em DESENVOLVIMENTO

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.