Sindicatos pernambucanos endossam nota da FUP em defesa da Petrobrás

Terça, 01 Abril 2014 11:13

 

Com informações da Folha de Pernambuco

Na segunda-feira, 31, representantes da CUT/PE e de 12 sindicatos de trabalhadores pernambucanos reuniram-se em Recife com o senador Armando Monteiro (PTB/PE) para discutir a consolidação do processo de reindustrialização do estado, iniciado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e continuado pela presidenta Dilma Rousseff. No encontro, sindicalistas de categorias organizadas como petroleiros, metalúrgicos, químicos, gráficos, entre outras, externaram suas preocupações com os ataques contra a Petrobrás. Eles entregaram ao senador uma carta, reproduzindo na íntegra a nota da FUP, divulgada na semana passada, onde repudia os ataques da mídia e dos partidos que fazem oposição ao governo federal, transformando a Petrobrás em um ringue de disputas políticas. Leia aqui a nota.

Os sindicatos que participaram da reunião representam o macro setor de indústria da CUT, cuja preocupação é manter e ampliaçãor o processo de industrialização em Pernambuco, com geração de emprego e renda e, principalmente, condições decentes de trabalho. "Queremos abrir um canal de diálogo permanente com o senador", destacou Alberto Alves, o Betão, vice-presidente da CUT/PE e presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do estado. O sindicalista recordou que na década de 1980, havia 60 mil operários trabalhando no estado, enquanto que nos governos neoliberais (1995-2003), esse número caiu para 11 mil e atualmente já está em 45 mil. “Queremos que em dez anos, estes números ultrapassem os 60 mil que éramos no passado”, reiterou Betão.

Armando Monteiro, que é pré-candidato ao governo de Pernambuco, se comprometeu a levar adiante as reivindicações dos sindicatos.

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.