Sindipetro-NF orienta trabalhadores a não aceitarem arbitrariedades da Petrobrás

Terça, 15 Junho 2021 17:36

Na última semana, a diretoria do Sindipetro-NF recebeu uma série de denúncias de trabalhadores e trabalhadoras, que estão sendo submetidos a uma situação precária em plena pandemia. 

Segundo trabalhadores. a gestão está se aproveitando da entrega da P-50, que foi antecipada, e pode acontecer ainda este ano, para iludir os trabalhadores com histórias de garantia de trabalho, que não são reais. Com isso, os trabalhadores seguem com receito de desafiar a chefia e aceitando escalas de 21 dias ou mais, entre outras arbitrariedades, o que pode trazer consequencias futuras graves. 

No fim de semana, por exemplo, foi registrado um início surto devido a sintomáticos a bordo da P-50. Segundo denúncias, esses trabalhadores estão sendo aglomerados em um único camarote sem condições básicas e sem nenhum acompanhamento médico. O mesmo também estaria ocorrendo da P-32 

Além disso, foram desembarcados alguns trabalhadores com suspeita de Covid-19, boa parte sendo técnicos de segurança,  o que teve impacto direto mas atividades da plataforma. 

O Sindipetro-Nf alerta os trabalhadores que não aceitem essas imposições da gestão e que denunciem essas atitudes, que colocam em risco a vida dos trabalhadores, através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. .

O Sindipetro-NF segue acompanhando o caso e tomando as medidas cabíveis para garantir a segurança dos trabalhadores.

[Da imprensa do Sindipetro-NF]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.