Ação do Sindipetro Bahia – Gasolina por R$ 3.50, o litro, atraiu centenas de moradores de Candeias

Segunda, 19 Abril 2021 12:44

Foto – Ana Reis

Candeias, a cidade onde foi descoberto o primeiro campo comercial de petróleo do Brasil, em 1941, foi palco de mais uma ação de venda de gasolina a preço justo do Sindipetro Bahia.

A atividade que aconteceu na manhã desta sexta-feira (16), dia em que a direção da Petrobrás anunciou o sétimo aumento de gasolina no ano, movimentou a cidade atraindo centenas de motoristas e motociclistas, que não queriam perder a oportunidade de comprar o litro do combustível por R$ 3,50.

Foram contemplados 130 carros e 70 motos, por ordem de chegada. Cada motorista teve o direito de abastecer o seu carro com 20 litros de gasolina e o motociclista pôde abastecer sua moto com 5 litros do combustível. Ao total foram comercializados 2.950 litros de gasolina, com o preço subsidiado pelo Sindipetro.

Na grande fila, que se formou no Posto Garoupa 4, nas primeiras horas da manhã, os motoristas aguardavam ansiosos por sua vez, elogiaram a iniciativa do sindicato e reclamaram do atual preço dos combustíveis, vendo na ação do Sindipetro uma grande oportunidade “para economizar um dinheirinho”.

O diretor de comunicação do Sindipetro, Radiovaldo Costa, que estava à frente da ação, explicou que o objetivo principal da entidade sindical é chamar a atenção da população para a urgente necessidade de pressionar a direção da Petrobrás para que a estatal mude a sua política de preços. “Hoje a Petrobrás produz o combustível em real, mas vende em dólar para o consumidor. Isso porque a atual gestão da estatal adotou o Preço de Paridade Internacional (PPI), que atrela os preços dos combustíveis no Brasil ao valor do barril de petróleo no mercado internacional”, informou Radiovaldo que também se diz satisfeito com os resultados das ações desenvolvidas pelo Sindipetro há quase dois anos. “A população está entendendo o motivo de pagar tão caro pela gasolina, diesel e gás de cozinha e também começando a perceber que a solução é defender a Petrobras como empresa pública e integrada”.

O dirigente sindical afirmou que o Sindipetro vai continuar lutando pelo preço justo dos derivados de petróleo. “É um absurdo o que está acontecendo no Brasil. Se o governo federal realmente se preocupasse com o povo, mudaria a política de preços da Petrobrás e não deixaria um botijão de gás ser vendido por cerca de R$ 100,00 e o litro da gasolina a quase R$ 6,00. Essa política só beneficia os especuladores e aqueles que querem a privatização das refinarias”.

Fonte – Imprensa Sindipetro Bahia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.