Sindipetro NF denuncia: valor custeado pela Petrobrás não possibilita alimentação decente aos trabalhadores isolados em pré-embarque

Quinta, 11 Fevereiro 2021 17:03

Trabalhadores que estão no Royal Macaé Palace Hotel, durante o período de isolamento pré-embarque, estão tendo problemas para conseguir se alimentar. O motivo é que o valor custeado pela Petrobrás para alimentação é menor que os valores cobrados no cardápio oferecido pelo hotel. 

Segundo os trabalhadores, para conseguir se alimentar direito e conseguir beber algo é necessário completar o valor por conta própria. 

“Nós, trabalhadores, viemos para o Hotel seguir o isolamento e temos que pagar diferença para almoçar e jantar? Isso é um absurdo. Se o hotel aumentou os preços dos alimentos, a Petrobrás tem que subir os valores para a alimentação na mesma proporção”, declarou um dos trabalhadores. 

O diretor do Sindipetro-NF, Alexandre Vieira, lamenta a insistência da Petrobrás em agir maltratando seus funcionários. Ele lembra que o trabalhador já está em uma situação difícil, em confinamento, em um quarto, e não pode sequer ter uma refeição digna. 

O sindicato reforça a necessidade de que a categoria envie relatos sobre a ocorrência destes casos, entre outros que coloquem afetem o trabalhador para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

[Da imprensa do Sindipetro-NF]

Publicado em SINDIPETRO-NF

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.