Greve no NF tem a maior adesão de Técnicos de Segurança em sua história

Quarta, 12 Fevereiro 2020 15:11

A greve iniciada em 1 de fevereiro chega ao seu décimo segundo dia com forte adesão dos técnicos de segurança. Pela primeira vez na história do Sindipetro-NF  cerca de 100 técnicos participam da greve.

A atuação desses profissionais na greve torna o movimento ainda mais forte impactando os trabalhos das unidades, porque são eles quem assessoram e assinam as Permissões para o Trabalho, além de todos os trabalhos diários realizados ao longo da quinzena (treinamentos, manutenção de equipamentos, planilhas…).

Em todos os movimentos anteriores sempre foram vítimas de grande pressão e assédio por conta da gestão. Dessa vez, o grupo se uniu aos outros trabalhadores, entendeu a importância da luta coletiva acima de tudo, convocou outros colegas e se somou à luta.

“É importante a conscientização de que a situação do fechamento de unidades e do desemprego está chegando cada vez mais perto de nós. Hoje choramos por um desconto no salário, mas amanhã podemos chorar pela falta dos nossos empregos” –  disse @ TS que está participando da greve

A diretoria do Sindipetro-NF chama todos TS que ainda não entraram no movimento, que venham se somar à categoria petroleira.  “Não podemos achar que estamos imunes ao que está acontecendo na nossa empresa. O momento agora é de lutar pelos nossos empregos, porque juntos somos mais fortes”  – argumentou @ TS, chamando os companheiros para a participação.

Via Sindipetro NF

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram