Imprimir esta página

Ações no ES recebem apoio de petroleiros de todo país

Terça, 11 Fevereiro 2020 13:57

Nesta segunda-feira, dia 10 de fevereiro, os companheiros que desembarcaram das plataformas de Roncador e de Albacora se juntaram ao movimento, no Espírito Santo. São petroleiros, de todo o país, se unindo à luta em defesa dos empregos e em defesa do Brasil.

A Petrobrás quer demitir mais de 1.000 funcionários no Paraná, na Fafen-PR. “Aqui, no Espírito Santo, a empresa também trata os petroleiros de forma degradante. Não lutar, agora, é também ser a favor do aumento de preços dos combustíveis, de que tenhamos mais trabalhadores desempregados e menos investimentos em infraestrutura, menos chances da economia crescer, ou seja, menos geração de emprego e renda”, afirma o coordenador geral interino do Sindipetro-ES, Valnísio Hoffmann.

Nossa greve é pela manutenção dos empregos, mas também representa a defesa da qualidade de vida de milhões de nós, em todo o Brasil! Somente juntos a nossa greve continuará ganhando força. E todo apoio é necessário. Afinal, estamos defendendo o futuro de nossas famílias e do Brasil. “Se, hoje são os trabalhadores da Fafen, no Paraná, que correm risco de demissão. Tudo indica que amanhã a mesma coisa se repita em mais estados, inclusive no Espírito Santo”, reforça Hoffmann.

[Sindipetro-ES]

Mídia