Categoria em greve fará Operação Emprego e Segurança. Confira orientações

Segunda, 25 Novembro 2019 15:05

A categoria petroleira no Norte Fluminense e em diversas outras bases do País entra em greve a partir de zero hora desta segunda, 25. O Sindipetro-NF orienta os petroleiros e petroleiras da região a realizarem a Operação Emprego e Segurança, com atividades durante toda a semana para levantar irregularidades praticadas pela gestão da Petrobrás.

Os trabalhadores e trabalhadoras deverão assumir o controle dos seus locais de trabalho e produzirem um levantamento acerca dos seguintes ítens: 1) Pendências de Saúde e Segurança; 2) Efetivo de cada grupo nas unidades operacionais e nas gerências de terra; 3) Descumprimentos de Normas Regulamentadoras e demais legislações nas unidades marítimas e bases de terra; 4) Relatos de Assédio Moral e Sexual; 5) Casos de pressão para realização de tarefas de forma inadequada; 6) Relação de embarque de petroleiros(as) fora das suas escalas de trabalho para compor a equipe de contingência.

A greve dos petroleiros cobra da Petrobrás o cumprimento de cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho, em vigência há vários anos, que prevêem garantias nas áreas de saúde, segurança e empregabilidade. A gestão da companhia vêm, sistematicamente, negligenciando essas obrigações por meio da precarização das condições de trabalho e da instabilidade provocada pela venda de ativos sem diálogo com as entidades sindicais.

Os levantamentos produzidos pelos trabalhadores e trabalhadoras devem ser enviados ao longo da semana para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. A greve foi aprovada para ser realizada no período de 25 a 29 de novembro, com avaliação diária pelas direções sindicais e da FUP. 

É muito importante que toda a categoria permaneça atenta aos informes do sindicato e em sintonia, não dando ouvidos a boatos e ameaças dos gerentes. Como é direito dos trabalhadores em uma greve, o poder de autodeterminação e de organização devem ser exercidos, estando rompidas as hierarquias internas da empresa. 

Toda comunicação sobre o movimento paredista deve ser feito entre o sindicato e a gestão da companhia, sendo considerado assédio e prática antissindical — que deve ser denunciado — qualquer abordagem direta dos gerentes sobre os trabalhadores.

Doação de sangue

Além da Operação Emprego e Segurança no interior da companhia, os trabalhadores e trabalhadoras serão chamados a participar de atos públicos e atividades de conscientização da população sobre o desmonte da Petrobrás.

Uma das orientações é da participação da categoria em campanhas de doação de sangue nos seus municípios, marcando a passagem do Dia Nacional do Doador de Sangue (25 de Novembro). Clique aqui para conferir os horários de atendimento e orientações aos doadores nos hemocentros de Macaé e de Campos dos Goytacazes. 

[Via Sindipetro-NF]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram