Empresa de alimentação dá calote e trabalhadores da Petrobrás estão passando fome

Quinta, 14 Novembro 2019 16:40

Os trabalhadores de turno, sobreaviso e do administrativo de  Bálsamo, Araças, Buracica e Miranga estão passando fome. É isto mesmo que você leu. Eles não têm o que comer, pois a empresa prestadora de serviço na área de alimentação, a Açai Animal, parou de fornecer as refeições, pois segundo ela não tem dinheiro nem para pagar seus próprios funcionários, que estão com os salários atrasados e sem plano de saúde.

Como trabalham em áreas remotas, afastadas dos centros comerciais, os trabalhadores não têm sequer a opção de recorrer a um restaurante. Por sua vez, a gerência da UO-BA no lugar de tentar resolver o problema, mandou que os trabalhadores “se virassem”, eles que procurassem o que comer. E sem nenhum aceno de que haveria reembolso dos gastos que, por ventura, fossem feitos com a alimentação.

A Açai Animal foi contratada pela UO-BA no dia 19/10. No dia 20/10 já era claro que a empresa não tinha nenhuma condição de assumir esse contrato. Conforme denúncia do Sindipetro Bahia, desde dia 20/10 que os trabalhadores reclamam da má qualidade, da pequena quantidade e da falta de variedade da comida.

Para o diretor do Sindipetro, Radiovaldo Costa, essa é mais uma prova de que a precarização dos contratos visando economia e aumento do lucro não é e nunca foi solução para nada. “Para vencer a concorrência as terceirizadas reduzem o valor do contrato, mas na prática não conseguem cumprir com o acordado, passando a oferecer serviço de má qualidade e dando calote nos seus empregados”.

O Sindipetro já havia solicitado em reunião que aconteceu no dia 7/11, que a gerência da UO-BA resolvesse o problema da alimentação de forma imediata, o que não aconteceu.  “Essa situação é absurda e até surreal, principalmente em se tratando de uma empresa do porte da Petrobrás”, afirma Radiovaldo, que diz ainda que não há mais como esperar, “o Sindipetro exige a regularização das condições dos cerca de 60  trabalhadores da empresa Açai Animal e também do fornecimento da alimentação, de qualidade, com quantidade adequada e variedade”.

[Via Sindipetro-BA]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram