NF divulga Carta Compromisso do ACT de 2007 que garante o PCAC

Sexta, 17 Agosto 2018 17:40
Avalie este item
(0 votos)

Em sua batalha constante para combater as mentiras da Petrobrás sobre o PCR (Plano de Cargos e Remunerações), o Sindipetro-NF disponibiliza a Carta Compromisso que instituiu o PCAC (Plano de Classificação e Avaliação de Cargos) após dois anos de negociações e construção no Grupo de Trabalho paritário (Petrobrás e FUP).

Portando, adverte o sindicato, é mentira gerencial acusar o PCAC de não estar protegido pelo Acordo Coletivo. Quando entrou em vigência, em 2007, o plano atual foi instituído por "Carta Compromisso" que era condição para assinatura do ACT 2007-2009. Portanto, uma regra anexa ao acordo coletivo.

O coordenador geral do Sindipetro-NF, Tezeu Bezerra, lembra ainda que não existe histórico de descumprimento de Carta Compromisso pela Petrobrás, e que esta tentativa de impor o PCR por adesão individual, mesmo estando um plano negociado coletivamente em vigência, é mais uma manifestação do cenário golpista que tomou contra do País.

"O que foi negociado não pode ser alterado sem que haja outra negociação. E não houve nenhuma negociação sobre este PCR que a empresa quer impor à categoria", afirma Tezeu.

Em seu ponto 15, a Carta Compromisso prevê as formas de avanço de nível como garantido no PCAC. Confira aqui a íntegra do documento.

[Via Sindipetro-NF]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram