Repar registra mais um vazamento e trabalhadores passam por exame de exposição ao benzeno

Terça, 24 Abril 2018 16:34

Há tempos que o Sindipetro Paraná e Santa Catarina alerta para o aumento desenfreado dos acidentes na Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, na região metropolitana de Curitiba.

Infelizmente, tais ocorrências já fazem parte do cotidiano dos trabalhadores e a cada novo evento cresce a preocupação com a tragédia anunciada. O mais recente caso aconteceu na tarde da última sexta-feira (20), na Unidade de Destilação (DH - U-2100). Um leque de nafta vazava pelo selo da bomba B-2110.

Um trabalhador terceirizado alertou e o operador do painel de controle determinou a parada do equipamento. Os trabalhadores que fariam um serviço de solda ao lado da bomba foram afastados da área.  

Nenhum trabalhador foi diretamente atingido pelo vazamento. Os procedimentos de segurança foram adotados e todos os envolvidos fizeram coleta de urina para teste de ácido trans trans mucônico, que é o biomarcador de exposição adotado pela legislação brasileira para a monitorização da exposição ocupacional ao benzeno.

Apesar do grande empenho da equipe de manutenção, a redução de efetivo e a falta de investimentos na preservação dos equipamentos colocam em risco a vida dos trabalhadores e da comunidade no entorno da refinaria.

O descaso da gestão mostra que a velha tática do sucateamento para forçar a privatização foi aplicada na Repar.

[Via Sindipetro-PR/SC]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram