updated 6:27 PM CDT, Jul 20, 2018
Sábado, 21 de Julho de 2018

Encontro de Petroleiras discute empoderamento feminino, violência, racismo, consciência de gênero e outros temas

O 2° Encontro de Mulheres Petroleiras do Espírito Santo, que aconteceu dia 7 de abril, em São Mateus discutiu com propriedade o empoderamento feminino, a violência contra a mulher, o racismo, políticas públicas, consciência de gênero e cultura do respeito nas relações no trabalho e na família. Promovido pelo Sindipetro-ES o encontro contou com as presença de 92 mulheres, além de seus maridos, filhos e outros familiares.

Com o tema Unidas pela liberdade, pela vida e pelo respeito, o Encontro de Mulheres Petroleiras reuniu pessoas de todo o Estado. “Foi um momento de muita interação, troca de experiências, lazer e relaxamento e diálogo”, avaliou a Diretora Priscila Costa Patrício, da Secretaria de Comunicação.

A fala que chamou atenção foi a citação de Simone de Beauvoir, lembrada pela palestrante Rosângela Maria: “Nunca se esqueça que basta uma crise política, econômica ou religiosa para que os direitos das mulheres sejam questionados. Esses direitos não são permanentes. Você terá que manter-se vigilante durante toda a sua vida”. 

Na avaliação de muitas mulheres essa abordagem foi a essência do encontro, visto que as mulheres precisam lutar para que seus direitos sejam reconhecidos. As participantes puderam interagir com as debatedoras fazendo perguntas e intervenções.

Na chegada homens e mulheres foram recepcionados com uma deliciosa tapioca, típica da culinária mateense. Depois elas tiveram demonstração de produtos cosméticos, maquiagens e massoterapia. As crianças se divertiram com as mágicas e brincadeiras do Palhaço Tutz Tutz e aproveitaram ainda o pula-pula e o castelo inflável.

A abertura oficial do Encontro de Mulheres Petroleiras foi feita pela Diretora Priscila, que estava acompanhada dos diretores Rafael Peres, Patrícia Gonçalves, Reinaldo Oliveira, Clodoaldo Toze e Sebastião Guilhermino.

Antes das palestras os participantes acompanharam uma apresentação do Jongo de São Benedito e foram envolvidos numa grande roda.

O primeiro debate foi sobre Os desafios de ser mulher no Estado do Espírito Santo: enfrentamento da Violência e do Racismo. As debatedoras foram Tammy Andrade Motta (Conselho Regional de Psicologia), Edna Martins Calabrez (Fórum Estadual de Mulheres) e Vanda Vieira (Movimento Negro Unificado).

No segundo debate o tema discutido foi: Empoderamento feminino na Luta Pela Democracia, Soberania Nacional e por Direitos. As convidadas dessa rodada foram Jaciara Teixeira (Vereadora de São Mateus), Rosângela Maria (Coletivo de Mulheres da FUP, Diretora de SMS da FUP), Euci Santos (Advogada Trabalhista do Sindipetro-ES) e Amanda Veridiano do Levante Popular da Juventude.

O Encontro de Mulheres terminou com um momento cultural: recital poético da pensionista Iluzinilda Neves Martins e Eliane Auer, integrantes da Academia Mateense de Letras, esposa de petroleiro.

O encontro foi prestigiado ainda por mulheres do Sindipetro Norte Fluminense. A Diretora Conceição de Maria recitou três de seus poemas, dedicados a mulher, que estarão em seu livro, a ser lançado em breve. Ela prometeu voltar ao Estado para fazer uma noite de autógrafos.

Sindipetro-ES homenageia Idelfonso Lázaro, o Magiros

O espaço externo do Sindipetro-ES, em São Mateus, ganhou o nome de Centro de Vivência Idelfonso Lázaro dos Santos, conhecido como Magirus.

Antes do descerramento da placa o Diretor da FUP, Eneias Zanelato fez um resgate histórico da vida de Idelfonso e lembrou de sua atuação em duas diretorias do Sindipetro-ES.

Quem conheceu Idelfonso dá testemunho que ele sempre lutou por melhores condições de trabalho e vida para os petroleiros e petroleiras, mesmo antes da fundação do sindicato.

Magirus foi um dos fundadores do Stiep-ES em 1989, que atualmente se chama Sindipetro-ES. “Foi uma justa homenagem, neste ano, que o Sindipetro-ES completou 29 anos de fundação”, lembrou Eneias.

O diretor explicou que Magirus é a marca de um caminhão com guincho usado para movimentação de cargas pesadas. “Por Idelfonso ser alto e robusto o apelido pegou na base, entre os companheiros de trabalho”, disse.

A homenagem a Magirus contou com a presença dos filhos deles: Quitilane, Maria da Penha, Ezenir e Jean Marsal, além de outros amigos e convidados da família.

Idelfonso Lázaro dos Santos nasceu em 15 de fevereiro de 1949 e faleceu de câncer no dia 1°/07/2014. Ingressou na Petrobrás em 1° de agosto de 1974 e se aposentou em 30 de junho de 1993.

No encontro a escritora Eliane Auer, integrante da Academia Mateense de Letras leu um poema feito por ela em homenagem a Magirus.

MAGIROU

Se for para causar
Forte, robusto, altruísta, amigo e autêntico.
É prá polemizar?
“PELEGOS”
É para elogiar?
PSICODÉLICA!!!
Assim brilhou nos bares da vida,
No sindicatos das Lutas,
No trabalho com alegria
Na singeleza da alma.
Assim se foi…
Em cada lugar que passou, foi como uma estreia.
Porque era diferente no jeito intenso de viver.
Eternizou um legado:
É para ser feliz, vá viver!
Estilo:
Ame-se e deixe-me!
Ou melhor, viver sem ficar à sombra dos outros.
Filhos, criem suas expectativas! As suas!
As dos outros.
Deixe-os criar!!!

(Eliane Auer, em 07/04/2018)

 

Edézia, de 92 anos é homenageada durante Encontro de Mulheres Petroleiras

Uma das mais velhas integrantes do Jongo de São Benedito Edézia Pereira da Conceição, de 92 anos foi homenageada durante o 2º Encontro de Mulheres Petroleiras, que aconteceu dia 7 de abril, em São Mateus.

Com muita vitalidade ela participou de todo o encontro, assistiu com atenção aos debates e tomou as refeições sozinha. Edézia nunca se casou e nem teve filhos.

Edézia ganhou bolo de aniversário e parabéns pra você, foi efusivamente cumprimentada pelos presentes. Ela nasceu em 8 de abril de 1926, época em que ainda as mulheres não tinham o direito de votar.

Também na ocasião foram homenageadas outras duas aniversariantes a Diretora Patrícia Gonçalves e a advogada Euci Loss Silva, que atua no Jurídico do Sindipetro-ES.

Todas as fotos do encontro estão postadas no Facebook, na página do Sindipetro-ES: https://www.facebook.com/SindipetroES/

[Via Sindipetro-ES]

 

Mídia