Trabalhadores da Rlam conquistam classificação da U-35 no PPEOB

Segunda, 12 Março 2018 14:32
Avalie este item
(0 votos)

No dia 08/02, a unidade U-35 foi finalmente incluída no PPEOB - Programa de Prevenção da Exposição Ocupacional ao Benzeno - da Refinaria Landulpho Alves.

Responsável pelo hidrotratamento da nafta craqueada da U-39 e da nafta destilada da U-32 - ambas correntes já classificadas no Programa -, além de receber a nafta craqueada da U-6, a U-35 ainda não possuía essa classificação.

Foram necessárias cinco gestões da CIPA, além de muito esforço do corpo técnico da unidade e trabalho do sindicato junto à gerência da refinaria, comitê de SMS, Ministério do Trabalho e Comissão Nacional do Benzeno (CNPBz).

Muitas amostragens de produtos foram feitas desde o início dos monitoramentos, boa parte delas apresentando mais de 1% de benzeno em volume. Mesmo assim, a Petrobrás resistia em reconhecer a exposição dos trabalhadores a esse agente carcinogênico.

Com a classificação no PPEOB, os trabalhadores dessa área passam a realizar exames médicos periódicos duas vezes por ano, devem ter os procedimentos alterados em todas as manobras e intervenções nas correntes classificadas, e investimentos deverão ser feitos para dotar a unidade de amostradores herméticos, sistemas fechados de drenagens, selos duplos ou magnéticos em bombas, dentre outras modificações e novas tecnologias.

Os sistemas classificados da U-35 passarão a ser tratados como prioritários pela manutenção da refinaria e serviços nesta área deverão ter maior atenção da gestão e do corpo técnico, na busca da preservação da saúde de toda força de trabalho envolvida nas atividades.

Outro destaque é que o Ministério do Trabalho e Emprego passa a ter olhar diferenciado sobre esta unidade e seus trabalhadores. Estes terão acompanhamento específico em caso de doença ocupacional, além da oportunidade de aposentadoria especial.

Lembramos que outras unidades da RLAM já são classificadas no PPEOB: U-39, U-32, U-30, U-7A, U-46, U-69, U-73, U-75 e Laboratório. O GTB (Grupo de Trabalho do Benzeno) vem nas últimas gestões buscando novas classificações, o que deve persistir na atual Comissão. Continuaremos trabalhando para que as unidades U-33, U-37, U-6, U-80, U-7, U-8 e U-9, além de todos os sistemas que manejem as correntes carcinogênicas, passem a fazer parte do PPEOB.

O sindicato vem, mais uma vez, parabenizar a CIPA, o GTB e todos os trabalhadores que fizeram parte dessa vitória e conta com seu apoio para que os aperfeiçoamentos necessários sejam efetivamente implementados.

[Via Sindipetro-BA]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram