Gerente de E&P reconhece má gestão na UO-Sul

Quarta, 03 Junho 2015 16:42

Depois de muita insistência por parte do Sindipetro PR e SC, no dia 02 de junho a diretora executiva, Solange Guedes, o novo gerente executivo, Joelson, ambos da Gerência de Exploração e Produção (E&P), e a gerente geral de SMS, Evely Forjaz Loureiro, receberam os diretores do Sindicato e o coordenador da FUP, José Maria Rangel.

 

 

Sob a escusa de “otimizar” estruturas, a diretora Solange alegou que a Petrobrás passa por um momento de busca de ativos e que há um esforço para atingir meta de produção de um milhão de barris por dia na área do pré-sal, atualmente a média é de 800 mil barris/dia, e que para cumprir esse objetivo precisa ampliar quadro de funcionários que atua na Bacia de Santos.

 

Reconhecendo que até o presente momento o processo de transferência de dezenas de funcionários da antiga UO-Sul foi mal conduzido, tanto Solange, quanto o gerente Joelcio se comprometeram a empregar, dentro das próximas três semanas, uma avaliação cuidadosa de cada funcionário que a princípio terá que ser mobilizado para outra unidade, amenizando os impactos dessa transferência. Também foi garantido que mesmo os funcionários que passem a atuar em outra base, que não a de Santos, também serão contemplados pelos benefícios referentes à mobilização.

 

Vale ressaltar que os diretores do Sindipetro PR e SC, na pessoa de seu presidente, Mário Dal Zot, e do secretário geral, André Luís dos Santos, argumentaram a proposta de dilatar esse prazo até 2018, data que finda o contrato de locação do prédio, e que também deve apresentar outra conjuntura econômica à companhia, possivelmente de expansão de novos projetos, como na Bacia de Pelotas. Também criticaram com veemência a postura das gerências locais e exigiram que os assédios a que foram submetidos os/as trabalhadores/as da “UO-Sul” jamais se repita.

 

No final deste mês o gerente executivo deve se reunir com a força de trabalho da “UO-Sul”. Até lá, os trabalhadores devem avaliar o movimento, bem como delinear os principais pleitos que de fato amenizariam os significativos impactos dessa ríspida transferência. Nesse sentido, no dia 10 de junho, quarta-feira, ocorrerá nova Assembleia, na própria unidade.

Fonte: sindipetro-PR/SC

Publicado em SINDIPETRO-PR/SC

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.