Sindicato marca presença no ato contra a terceirização no Aeroporto de Confins

Quarta, 22 Abril 2015 16:10

Na manhã desta quarta-feira, 22, dia em que está prevista a retomada da votação dos destaques do projeto de lei 4.330, movimentos sociais e sindicais de todo o país vão às ruas manifestar contra o projeto que amplia a terceirização sem limites. Em Minas Gerais, o protesto acontece no Aeroporto Internacional de Confins, desde as 10 horas, quando os manifestantes farão pressão, tentando conscientizar os  deputados federais que vão embarcar para Brasília. Os diretores do Sindipetro/MG, Anselmo Braga e Gildo Almeida, marcaram presença representando a categoria petroleira de Minas Gerais.  

De acordo com secretário da Juventude da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG), Ederson Alves da Silva, a presidenta da CUT/MG, Beatriz Cerqueira, já está em Brasília para participar de ato nacional. Sindicalistas e militantes estarão em frente ao Anexo 2 da Câmara dos Deputados, a partir das 15 horas. Enquanto isso, em Minas Gerais dirigentes sindicais, movimentos sociais e outros adeptos da causa fazem mobilizações. Com faixas e carro de som, eles vão dialogar com a população que está no aeroporto e também tentar encontrar os deputados que estão embarcando pra Brasília para a votação do projeto.

Sindipetro/MG com informações da CUT/MG

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram