Técnicos de Operação são Discriminados na Refinaria Abreu e Lima

Terça, 05 Junho 2012 14:26
Sindipetro PE/PB

Mais uma vez, a gerênciade RH da Refinaria Abreu e Lima mostra que não tem nenhum compromisso com que produz a riqueza da Petrobrás: seus trabalhadores. Os técnicos de operação estão sofrendo todo o tipo de discriminação. Veja algumas das barbaridades que estão ocorrendo:

– Os Técnicos de operação não receberão mais o Auxílio almoço, diferentemente de todos os outros empregados que atuam na Refinaria.
– Técnicos de Operação Júnior estão sendo responsáveis por procedimentos operacionais em sistemas e equipamentos da RNEST nos quais ainda não foram treinados e não possuem experiência. Esse tipo de prática é uma bomba relógio para ocorrer um acidente de graves proporções. O serviço tem de ser feito, sempre, por profissionais habilitados e treinados para essa função.
– Há gerentes que estão vetando o acesso ao café da manhã para diversos operadores. Acontece que muitos colegas acordam de madrugada para chegar ao trabalho, se locomovendo, em alguns casos, por mais de 2 horas, e quando chegam na Refinaria não podem sequer tomar um café da manhã.
– Existem operadores que retornaram de outras unidades que não tiveram o direito a um tempo mínimo (10 dias) para providenciar a mudança e a cada ausência para isso, são descontados do salário. Tratamento muito diferente do que é dado ao pessoal do sul que vem pra cá.
A Refinaria não está seguindo as suas próprias regras, expondo trabalhadores a condições injustas e com o risco de ocorrer um acidente a qualquer momento!

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram