Trabalhadores da Sondagem são reintegrados ao regime de trabalho

Quarta, 09 Maio 2012 18:00

 

Sindipetro-BA

Após várias reuniões com os trabalhadores de Taquipe, inclusive com a presença da assessoria jurídica do sindicato, os diretores João Marcos e Roque Sotero participaram de encontro com o G.G da CPT, no Rio Grande do Norte, acompanhados do Sindipetro-CE/AL e Sindipetro-RN.  Foram relatadas as conseqüências  geradas pela mudança de regime dos trabalhadores e alertado que a medida viola o Acordo Coletivo.


Os representantes do Sindipetro Bahia relataram os graves problemas existentes na sondagem, entre eles o fato de trabalhador com depressão e problemas de família ser obrigado a morar de favor em outra cidade, fora de seu Estado de origem, porque teve seu salário reduzido.


Foi denunciado também a terceirização ilegal em atividades fins, uma vez que funcionários da EMPERCOM estão trabalhando como auxiliares de sondador ou técnicos de perfuração.Os problemas enfrentados na terceirização são provenientes dos gerentes de contrato.


O Sindipetro colocou que havendo aumento de mão de obra no âmbito da CPT, estes devem ser empregados da Petrobrás, através concurso público, como determina a Constituição Federal. A não realização do concurso implica na violação ao acordo coletivo 2011/2013.


Os diretores apresentaram as soluções para a reintegração de todos os trabalhadores a seu regime de origem. Isto porque há trabalhadores aposentáveis e outros a apenas três ou quatro para aposentadoria. Tudo isto deve ser feito com acompanhamento de especialistas para que não haja nenhum tipo de prejuízo ao trabalhador.


O gerente geral se propôs a interromper toda movimentação e rever a situação de cada trabalhador. Em seguida, incumbiu ao gerente Nivaldo Chan a responsabilidade de convocar um por um os trabalhadores para corrigir o problema. Ele reconheceu que a forma como foi feita a movimentação de pessoal não foi a adequada.


Em relação à terceirização, cada sonda terá obrigatoriamente um sondador, um eletricista e um mecânico; vários trabalhadores diretos estão  sendo contratados. No final da reunião, um documento foi entregue ao G.G Estênio, com cópia assinada por todos os diretores e dado visto pelo gerente de R.H, Luiz.


O saldo da reunião foi bastante positivo, resultado de uma série de ações iniciadas pelo Sindipetro Bahia, que envolveu a gerência local, após denúncias no jornal do sindicato. Esta vitória, portanto, pertence aos trabalhadores.

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram