Recap mostra como não fazer gestão de saúde

Quarta, 18 Abril 2012 15:14


Unificado -SP

O Acordo Coletivo da categoria diz que na emissão do Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) serão especificados os riscos ocupacionais no local de trabalho. A Recap, no entanto, "inovou" e retirou as descrições dos riscos dos ASO, sem a concordância dos trabalhadores. Por isso, nada mais justo do que haver a recusa em assinar um atestado que não reflete a realidade. 

Mas o que fez a gerência? De maneira equivocada e injusta, coagiu outros profissionais da área da saúde para que assinassem atestando que os trabalhadores não estão expostos a determinados riscos.

Como era de se esperar de quem tem bom senso, vários desses técnicos, médicos e outros profissionais que prezam, de fato, pela saúde, se negaram a assinar o documento. Infelizmente sempre há alguém que se presta ao papel sujo!

Um sujeito que trabalha na SMS, mas não na área da saúde, concordou em assinar como testemunha. Esse indivíduo não teve o menor escrúpulo em prejudicar uma grande parcela dos trabalhadores.... avalizando uma mentira.

Além de mentir no ASO, será que houve a compreensão das possíveis consequências? "No momento que a empresa rema contra uma maré de mortes e acidentes, tratamos a saúde com imposições deste tipo?", questiona o diretor Ricardo Misso. 

Mais uma vez a Recap ignora os seus trabalhadores e toma atitudes arbitrárias.

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram