Na Bacia de Campos, frota de aeronaves Super Puma está fora de operação nesta terça-feira

Terça, 23 Outubro 2012 14:04

Sindipetro NF

Toda a frota de helicópteros Super Puma EC 225, operada na Bacia de Campos pela empresa CHC, está fora de operação hoje. A medida é preventiva, em razão de um pouso forçado realizado ontem por uma aeronave do mesmo modelo, no Mar do Norte, por volta de 15h30 no horário local, a aproximadamente 32 milhas (59,2 km) de Aberdeen, na Escócia.

Foram resgatados da água 17 passageiros e dois tripulantes. Ninguém ficou ferido.

Matérias da imprensa sobre o caso registram que o incidente é o quarto com o modelo Super Puma em menos de quatro anos. As empresas que operam o helicóptero cobram explicações da fabricante Eurocopter.

Os passageiros elogiaram o trabalho da tripulação e o primeiro ministro da Escócia, Alex Salmond, destacou a eficiência das equipes de resgate no mar.

"Mais uma vez, a resposta a esse incidente por nossos serviços de emergência foi fantástica e a sua bravura continuada e especialização trará tranquilidade grande para todos os trabalhadores no mar que é necessário para usar helicópteros em condições desafiadoras regularmente", disse Salmond.

Necessidade da Bacia de Campos

O Sindipetro-NF defende há vários anos a implantação de um serviço de emergência permanente para resgates na Bacia de Campos. A entidade fez esta cobrança até mesmo em audiência com o ministro da Defesa, Celso Amorim, em 11 de julho passado, mas até hoje a proposta não foi implementada.

O sindicato lembrou que, com a exploração da camada pré-sal, a demanda por resgates tenderá a ser ainda maior. Na audiência, os representantes da Marinha afirmaram que a força dispõe de mão de obra necessária para o trabalho, mas faltam recursos para equipamentos e instalações. A proposta do NF é a de que haja uma cooperação entre a Petrobrás, as Forças Armadas e os representantes dos trabalhadores para criar o serviço.

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram