Em Cabiúnas, cerca de 80 trabalhadores protestaram contra a demissão da Técnica de Química da Transpetro

Segunda, 14 Maio 2012 14:49

Sindipetro NF

Cerca de 80 trabalhadores de Cabiúnas e 16 diretores do Sindipetro-NF, realizaram nesta segunda, 14, um ato no portão da empresa em protesto à demissão da Técnica de Química,  Ana Paula Ararumi, às punições ocorridas no terminal e as atitudes antidemocráticas realizadas pela direção da Transpetro.

O movimento teve início às 6h30 e terminou às 10h, quando a direção do sindicato entrou para se reunir com a gerência, para tratar da última demissão ocorrida. Os trabalhadores seguiram junto com a diretoria do sindicato até a sala de reunião,para demonstrar a unidade do grupo. Os diretores do NF que  participaram da reunião estavam José Maria, Gedson Almeida, Cairo Garcia e Marcelo Abrahão.

O vice-presidente da Cipa e ex-candidato ao C.A da Transpetro, Claudio Nunes, explicou a categoria porque abriu mão de sua candidatura. Ele disse que tomou a decisão de renunciar devido às inúmeras perseguições que tem ocorrido no Tecab e por conta da demissão da trabalhadora Ana Paula, na última sexta, 11. Nunes fez questão de frisar a necessidade da união dos trabalhadores contra esses atos arbitrários da gerência local. Para a direção do NF, a atitude de Nunes foi um ato de solidariedade operária.

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram