Trabalhadores denunciam problemas nas condições das plataformas e NF cobra providências

O Sindipetro-NF tem recebido uma série de denúncias dos trabalhadores da P-47 e P-48 com relação a problemas de habitabilidade nas plataformas, que afetam diretamente o bem estar da categoria. Os principais transtornos estão relacionados ao funcionamento precário do sistema de ar condicionado e do vácuo dos banheiros.

Na P-48, a categoria afirma que em horários de alto fluxo, como no fim do expediente, o vácuo funciona de forma intermitente chegando em algumas vezes a ficar fora de operação. Isso acontece, possivelmente, porque o sistema é antigo e deficiente de manutenção adequada.

Vale lembrar que de acordo com a NR37, ao constatar a inoperância do sistema de esgotamento de todas as instalações sanitárias, deve-se interromper a operação da plataforma; providenciar imediatamente a logística para o desembarque de todos os trabalhadores, mantendo a bordo apenas o contingente mínimo para garantir a segurança da instalação e o reparo do sistema, além de providenciar banheiros químicos para os trabalhadores que compõe o contingenciamento mínimo, até a normalização do sistema.

Ainda de acordo com relato dos trabalhadores, das três unidades de Resfriamento de água – URA somente uma está funcionando com 50% da capacidade.

Na P-47, os trabalhadores também relataram a presença de muitas moscas e da água apresentar uma aparência suja.

O Sindipetro-NF já questionou a empresa sobre todas as demandas apresentadas pelos trabalhadores e enviou a denúncia aos órgãos competentes.

O sindicato também solicita que os trabalhadores continuem em contato com a instituição, denunciando qualquer irregularidade. O contato pode ser feito pelo e-mail da [email protected] ou pelo telefone do diretor Alexandre (22) 98115-1126

[Da imprensa do Sindipetro NF]