Sindipetro-NF refaz assembleias e aprova indicativos do Conselho Deliberativo da FUP. Greve continua no Espírito Santo

Sexta, 20 Novembro 2015 18:16

 

Nesta sexta-feira, 20, os petroleiros do Norte Fluminense realizaram novas assembleias e aprovaram por 556 votos os indicativos do Conselho Deliberativo da FUP e suspenderam a greve. Ao todo, 827 trabalhadores participaram das assembleias, realizadas em Macaé e em Campos, onde foram registrados 255 votos contrários à suspensão da greve e 16 abstenções.

Com isso, petroleiros de 12 dos 13 sindicatos fupistas aprovaram a proposta conquistada na greve, onde a Petrobrás concorda em discutir com os trabalhadores a Pauta pelo Brasil e renova o Acordo Coletivo, preservando os direitos da categoria. A greve está mantida no Espírito Santo, onde os petroleiros concluíram nesta sexta (20) as assembleias, aprovaram o ACT, mas rejeitaram o indicativo de suspensão do movimento. Na quarta-feira, dia 18, os trabalhadores de Minas Gerais também refizeram as assembleias e, por 135 votos a favor, 41 contrários e 12 abstenções, aprovaram os indicativos do Conselho Deliberativo.

Em resposta à FUP, a Petrobrás concordou em discutir os dias de greve, logo após a assinatura do Acordo Coletivo 2015. A companhia também garante que o tratamento a ser dado aos dias de greve só será implementado a partir de janeiro de 2016. Por orientação da Federação, o que as empresas do Sistema Petrobrás aplicarem em relação aos dias de greve será extensivo a todos os dirigentes sindicais liberados nas bases da entidade.

A FUP reitera que não aceitará qualquer sanção disciplinar contra os trabalhadores grevistas.

Fonte: FUP

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram