Em protesto contra abusos e perseguições Sindipetro NF mobiliza categoria

Plataformas e Cabiúnas | O sindicato tem apontado que, desde a posse do atual presidente da Petrobrás, Pedro Parente, aumentaram os casos de abusos gerenciais, arbitrariedades e práticas antissindicais em vários pontos da companhia, o que também ocorre na Transpetro.

São “punições injustas, transferências por motivos infundados, entre outras formas de perseguição a trabalhadores que participam das mobilizações. Para o Sindipetro-NF, a categoria não aceita a coação da gestão e tem um histórico de luta em defesa da liberdade de organização e reivindicação”, registrou a edição passada do boletim Nascente.

Gerentes de plataformas tem abordado os trabalhadores, dizendo que o Sindipetro-NF não informou a empresa sobre a mobilização e ameaçam de punição os companheiros que entrarem no movimento.

O movimento deflagrado à meia noite de hoje, 31, NÃO SE TRATA DE UM MOVIMENTO GREVISTA E NÃO HAVÁRA REDUÇÃO E/OU PARADA DE PRODUÇÃO, desta forma, não é necessária a comunicação prévia à empresa, muito embora essa comunicação tenha sido realizada.

O sindicato orienta a categoria a enviar informações sobre casos de perseguições e punições nos seus locais de trabalho para [email protected]

Orientações para plataformas: http://www.sindipetronf.org.br/publicacoes/noticias/item/7945-leia-as-orienta%C3%A7%C3%B5es-para-mobiliza%C3%A7%C3%A3o-em-plataformas

Orientações para Cabiúnas: http://www.sindipetronf.org.br/publicacoes/noticias/item/7946-utg-cab-tem-orienta%C3%A7%C3%B5es-da-mobiliza%C3%A7%C3%A3o-ajustadas-e-detalhadas

Todas as dúvidas podem ser esclarecidas pelos telefones das sedes do NF, onde diretores estão de plantão. Macaé: (22) 2765-9550 e Campos: (22) 2737-4700

Fonte: Sindipetro NF