XV Confup aprovará pautas de reivindicações, agenda de lutas e elegerá nova diretoria da FUP

Sexta, 05 Agosto 2011 12:15

O XV Congresso Nacional da FUP segue até domingo, 07, em Manaus, debatendo e deliberando sobre questões que estão na agenda da categoria, como segurança, terceirização, AMS, PCAC, previdência e outros pontos que dizem respeito às campanhas reivindicatórias dos trabalhadores do Sistema Petrobrás e das empresas privadas. Além disso, os delegados estão discutindo conjunturas política e econômica, bem como as bandeiras de lutas da categoria no setor petróleo.

Painéis debatem terceirização, efetivos e previdência

Na quinta-feira, 04, pela manhã, técnicos do Dieese, da Fundacentro e da Anapar contribuíram para os debates, subsidiando os trabalhadores com informações e análises relacionadas à terceirização, campanhas salariais, efetivos e previdência complementar. Os painéis realizados em plenário antecederam os trabalhos em grupo.  O economista e técnico do Dieese, Adhemar Mineiro, fez uma análise da Conjuntura Internacional e Nacional, enfatizando os impactos do agravamento da crise econômica mundial nas campanhas reivindicatórias. O diretor da FUP, Ubiraney Porto, e a pesquisadora da Fundacentro, Dra. Leda Leal, abordaram terceirização e efetivos, bem como seus reflexos no ambiente de trabalho. Cláudia Ricaldoni, da Associação Nacional de Participantes dos Fundos de Pensão (Anapar), falou sobre previdência complementar.

Integração latino-americana

Na parte da tarde, os petroleiros elegeram a tese guia que está norteando as discussões nos grupos de trabalho, bem como todas as deliberações co Congresso. Também na quinta-feira, 04, as delegações estrangeiras presentes ao XV Confup fizeram suas intervenções no plenário, ressaltando a necessidade de maior integração entre os trabalhadores do setor petróleo em toda a América Latina. Estão presentes ao Congresso o presidente da Federação Nacional dos Petroleiros do Peru (Fenupetrol), Moises Uchoa, o presidente do Sindicato dos Petroleiros da Petrobrás Bolívia, Heizel Israel Ruiz, e o dirigente do Sindicato dos Trabalhadores do Ministério de Minas e Energia da Venezuela, Tony Leon.

Eleição da nova diretoria da FUP

Os debates seguem ao longo desta sexta-feira, 05, nos grupos de trabalho. A plenária final, onde os delegados votam as resoluções dos grupos, será realizada na tarde de sábado, 06/08. Pela manhã, haverá painéis, com participação de novos palestrantes, cujos temas serão: “Responsabilidade social e sindicalismo” e “Militância sindical nas mídias sociais”. No domingo, 07, último dia do Congresso, os petroleiros elegem a nova diretoria da FUP para o período 2011-2014.
Última modificação em Segunda, 23 Julho 2012 18:46

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram