Petroleiros de P-20 exercem Direito de Recusa em voo inseguro

Sábado, 19 Novembro 2011 22:00
Os trabalhadores reclamaram da falta de informações sobre as condições do voo...

 Sindipetro-NF

O Sindipetro-NF foi informado de que na última quinta, 17, trabalhadores da plataforma P-20, na Bacia de Campos, exerceram o Direito de Recusa para não embarcarem em condições de risco.

Os petroleiros relatam que a hora em que o voo foi chamado, às 17h30, não permitia a observância de um intervalo seguro para a utilização da luz do dia. Também foi considerada a condição meteorológica, em um dia nublado.

Além disso, foram vistas pelos trabalhadores falhas no procedimento para liberação de voo. "Atitudes da equipe de manutenção e do pátio do aeroporto causaram muita estranheza em função de correria para liberação do voo inclusive negligenciando inspeção prévia na aeronave", relataram.

Também foi notado que, "associado a estas condições havia o desgaste da tripulação que já estava na última hora do turno de trabalho".

Os trabalhadores reclamaram da falta de informações sobre as condições do voo. "Foi indagado por um profissional de saúde do aeroporto a um colega que foi medir pressão arterial se sua condição de pressão alterada se devia a uma pane em uma aeronave. Ele sem saber deste fato solicitou que fosse explicado mais sobre a pane e o profissional desconversou", disseram.

Houve ainda uma tentativa de convencer os trabalhadores de que o "voo não seria na aeronave que teve inspeção negligenciada, sendo que foi testemunhado por todos a colocação das bagagens na mesma aeronave".

 

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram