updated 12:19 AM BRT, Sep 23, 2017
Sábado, 23 de Setembro de 2017

Cresce pelo Brasil mobilizações em defesa do patrimônio público

  • Publicado em SOBERANIA

As ações em defesa do patrimônio público se espalham pelo País, em debates e iniciativas para promover a divulgação da importância de empresas, bens e serviços públicos para a sociedade brasileira. No Nordeste, dois estados iniciam a semana com atividades criativas que envolvem eventos políticos e publicitários.

Em Pernambuco, a campanha já chegou aos ônibus que circulam pela cidade do Recife, lembrando que sem bancos públicos como a Caixa, por exemplo, o sonho da casa própria vira pesadelo. Também na capital pernambucana centenas de cruzes espalhadas no Parque Dona Lindu, no bairro de Boa Viagem, simbolizaram no último domingo, 3, a situação de pesar que os empregados dos bancos públicos vivenciam hoje com os desmontes e ameaças de privatização do governo ilegítimo de Michel Temer.

Já em João Pessoa, na Paraíba, será lançada na tarde desta terça, 5, a Frente Parlamentar em Defesa dos Bancos Públicos, na Câmara Municipal. O objetivo é ampliar os debates e articulações para barrar projetos de reestruturação que miram o sucateamento e privatização das instituições financeiras públicas, como Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e BNDES.

Outro propósito é fomentar ações para informar e sensibilizar os parlamentares sobre a importância dos bancos públicos para o desenvolvimento econômico e social do País. Nas duas capitais as iniciativas são de sindicatos de bancários e ramo financeiro locais e ampliam a mobilização para um grande ato em defesa do patrimônio público que acontece em 3 de outubro na cidade do Rio de Janeiro, cuja divulgação já está sendo feita pelo Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas. Esta data marca a criação da Petrobrás, uma das empresas públicas que está sob ataque do governo Temer.

“Estamos em ritmo crescente de mobilização. Nossa campanha ´Se é público, é para todos´, lançada no ano passado, já se espalhou pelo Brasil e agora ganha ainda mais força com a realização de atividades, debates, audiências, representando um grande esforço conjunto para que possamos fazer uma imensa manifestação no Rio de Janeiro em 3 de outubro”, destaca a coordenadora do comitê, Rita Serrano.  

TVT – Também nesta quinta, 7, a TV dos Trabalhadores (TVT) deve apresentar um debate que aborda o sistema financeiro nacional, tendo entre seus convidados o presidente da Fenae, Jair Ferreira. O programa, Melhor e Mais Justo, é transmitido às 22h e também pelas redes sociais no mesmo dia, a partir das 15h30. A TVT vai ao ar pelo canal 12 da Net, Canal 44.1 (HD, na região metropolitana de São Paulo) e também pode ser assistida ao vivo pelo site (tvt.org.br) ou facebook (/redetvt).

03 de outubro terá ato nacional no Rio

Uma manifestação para defender o patrimônio público será realizada no dia 3 de outubro, no Rio de Janeiro, e dezenas de entidades e instâncias já confirmaram suas participações ao Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas. Nesta data, que marca a criação da Petrobrás, a ideia é denunciar e reagir às ofensivas do governo com seu pacote de privatizações, que deve atingir mais de 50 empresas e projetos.

Entre as entidades que já confirmaram participação estão a frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o Comando Nacional dos Bancários, o Sindicato Nacional dos Moedeiros, a Federação Única dos Petroleiros (FUP) e o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), as duas últimas idealizadoras do protesto.

No dia 30 de agosto, foi realizada reunião na CUT-RJ para definir detalhes do ato e a preparação da atividade. O Sindicato dos Bancários-RJ deverá produzir adesivos com conteúdo voltado à defesa dos bancos públicos, e a orientação do Comitê é de que as demais entidades também participem intensamente do processo de divulgação, promovendo atos e debates com as categorias que representam e a sociedade em geral. Todas as artes da campanha “Se é público, é para todos”, lançada em junho de 2016, e outras que serão criadas para o ato no Rio estarão disponíveis para reprodução.

Novas adesões também deverão ser comunicadas ao Comitê, para melhor organização da manifestação. “Peço que, conforme as entidades e movimentos forem aprovando a participação, o comitê seja informado. Vamos juntos fazer um grande ato em defesa do Brasil, contra a privatização de empresas e de serviços que são públicos e estão passando às mãos do capital privado. Vamos defender o patrimônio nacional, a soberania do povo brasileiro”, destaca a coordenadora do Comitê, Rita Serrano.

Para entrar em contato com o Comitê acesse o site (www.comiteempresaspublicas.com.br) e/ou facebook (/comiteempresaspublicas) ou envie um email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.">Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Com informações do Comitê em Defesa das Empresas Públicas

Mídia