updated 8:11 PM BRST, Oct 20, 2017
Sexta-Feira, 20 de Outubro de 2017

FUP conquista importante vitória contra a venda da Gaspetro

Em resposta à ação que a FUP move contra a venda da Gaspetro para a Mitsui,  o juiz da 28º Vara Federal do Rio de Janeiro, Alcides Martins Ribeiro Filho, decretou a indisponibilidade dos 49% da subsidiária que foram adquiridos pelo grupo japonês, na escandalosa transação feita pelos gestores da Petrobrás. A decisão foi publicada nesta quarta-feira, 20.

A ação da FUP questiona a legitimidade e a transparência da negociação com a Mitsui, que é uma das controladoras da Vale, cujo diretor-presidente, Murilo Ferreira, ocupou a Presidência do Conselho de Administração da Petrobrás quando foi aprovada a venda da Gaspetro. Além disso, as ações da subsidiária foram vendidas por R$ 1,9 bilhão, que é menos da metade das estimativas feitas pelos bancos JP Morgan e Brasil Plural que calcularam o negócio em 1,3 bilhão de dólares, ou seja, mais de 5 bilhões de reais.

Na sentença expedida, o juiz confirma as denúncias da FUP, afirmando que a negociação violou os princípios constitucionais da impessoalidade, moralidade e eficiência e decreta a indisponibilidade de todas as ações adquiridas pela Mitsui.

Essa é uma importante vitória dos petroleiros contra o desmonte do Sistema Petrobrás. Em novembro do ano passado, a categoria realizou uma greve histórica para barrar a venda de ativos e os desinvestimentos, conduzidos pela atual gestão da empresa. A ação vitoriosa contra a venda da Gaspetro fortalece ainda mais a FUP e os seus sindicatos nos enfrentamentos, que se intensificarão diante do cenário de retrocessos que vive o país.  

Fonte: FUP

Mídia