updated 8:11 PM BRST, Oct 20, 2017
Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017

Em greve com rendição controlada, petroleiros da Refap realizam ato em Defesa da Petrobrás e pelo efetivo mínimo

Na manhã dessa quinta-feira, 27, os petroleiros e as petroleiras da Refap aderiam a mobilização nacional convocada pela FUP, no ato em Defesa da Petrobrás e contra a Redução dos Efetivos. A greve com rendição controlada na Refap vem acontecendo desde o dia 10 de julho e as paralisações de hoje ocorreram junto com o Ato Nacional.

A data de hoje foi escolhida porque nessa quinta-feira ocorre uma audiência na Justiça do Trabalho, em Pernambuco. O coletivo jurídico da FUP está reunido em razão disso.

Para o presidente do Sindipetro-RS,Fernando Maia,  "a direção da empresa deliberadamente está parando as unidades para provocar o desabastecimento em detrimento as empresas privadas, que estão importando os derivados de petróleo. Isso é um crime contra o patrimônio público, contra a Petrobrás. Estamos brigando sim pelos postos de trabalho, mas principalmente pela segurança e a saúde dos trabalhadores, da comunidade no entorno e na defesa do meio ambiente, em caso de um desastre ambiental".

Fonte: Sindipetro-RS

Mídia