updated 11:39 AM BRT, Sep 20, 2017
Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017

Plenária final delibera sobre temas políticos e reivindicatórios dos petroleiros

Imprensa da FUP

Após três dias de debates em Brasília, encerrou-se na tarde deste sábado, 05, a II Plenária Nacional da FUP. Petroleiros e petroleiras de várias bases do país, representando trabalhadores próprios e terceirizados do Sistema Petrobrás, aprovaram importantes deliberações políticas, reivindicações e agendas de luta. “A democracia sindical é a marca da nossa categoria e tem sido graças ao debate coletivo e aos nossos posicionamentos firmes em relação a temas estratégicos que estamos hoje aqui discutindo a retomada do monopólio estatal do petróleo. Não teríamos impedido a privatização da Petrobrás e a nossa categoria não teria chegado onde chegou em condições de trabalho se não fosse a democracia sindical com a qual construímos nossas lutas”, ressaltou o coordenador da FUP, João Antônio de Moraes na plenária final.

De forma unificada, a plenária aprovou por unanimidade o apoio à Dilma Rousseff, pré-candidata do PT  à eleição presidencial deste ano (clique aqui para ler a matéria). Os petroleiros também aprovaram a realização de um seminário nacional de avaliação da gestão da Petrobrás e da Petros, onde também serão discutidas e aprovadas propostas para serem encaminhadas à ex-ministra Dilma Rousseff.  Os delegados também deliberaram pela realização de um seminário nacional de aposentados e pensionistas para discutir a relação e a inserção deste segmento da categoria na organização sindical.

Outra deliberação importante desta II Plenafup foi a intensificação da luta conjunta de toda a categoria pela ampliação de direitos e condições de trabalho, salários e segurança dos trabalhadores terceirizados, assim como o fortalecimento da organização sindical na representatividade destes trabalhadores, que são hoje maioria no Sistema Petrobrás.

Em relação às campanhas dos trabalhadores próprios e terceirizados do Sistema Petrobrás, foram aprovadas reivindicações econômicas, como reposição do ICV-Dieese do período, 10% de ganho real, extensão do adicional de áreas remotas que é praticado pelo E&P para as demais unidades da empresa, como refinarias e terminais, entre outras reivindicações.

Todas as resoluções da II Plenafup serão divulgadas logo após serem sistematizadas pela comissão organizadora da plenária. As pautas de reivindicações aprovadas serão submetidas aos trabalhadores para serem referendadas nas assembléias de base.

Mídia

Última modificação emSegunda, 20 Fevereiro 2012 17:26