updated 12:19 AM BRT, Sep 23, 2017
Sábado, 23 de Setembro de 2017

Concluídas assembleias, FUP e sindicatos assinam acordo nesta terça

Os treze sindicatos filiados à FUP concluíram as assembleias, onde os trabalhadores aprovaram com uma média 89,8% de aceitação a proposta conquistada no processo de negociação do Termo Aditivo do Acordo Coletivo de Trabalho 2015/2017. O acordo prevê a reposição integral do ICV/Dieese e garantiu que nenhum direito da categoria fosse reduzido, como tentaram fazer os gestores da Petrobrás.

O Termo Aditivo será assinado nesta teça-feira, 31, de forma unitária por todos os sindicatos da FUP.

Mais de 90% dos trabalhadores que participaram das assembleias também aprovaram estado de greve contra as privatizações no sistema Petrobrás, deixando claro que a luta por direitos e conquistas passa diretamente pela preservação da empresa integrada.

Nesta segunda, o Conselho Deliberativo da FUP iniciou uma reunião Extraordinária para debater estratégias contra o desmonte da empresa. 

Amanhã de manhã, os petroleiros que participam da reunião se deslocam para a Reduc, onde será realizado um ato público em memória do técnico de operação Luis Augusto Cabral, que morreu ao cair dentro de um tanque de óleo com temperatura de 75 graus, no dia 31 de janeiro de 2016. 

Na quarta-feira, 01/02, as direções sindicais retomam a reunião do Conselho Deliberativo, onde definirão um calendário de lutas para barrar as privatizações no Sistema Petrobrás.

Entre os dias 02 e 06, a FUP participa de reuniões com a Petrobrás nas Comissões Permanentes de Negociação que tratarão das questões relacionadas a SMS (dia 02/02), Regimes de Trabalho (03/02) e AMS (06/02).

Quadro final das assembleias

Sindiquímica PR – 100% dos trabalhadores que participaram das assembleias aprovaram o acordo salarial e o estado de greve contra as privatizações no Sistema Petrobrás.

Sindipetro Amazonas – 99% dos trabalhadores aprovaram o Termo Aditivo e o estado de greve.

Sindipetro Paraná/Santa Catarina –  97% dos trabalhadores aprovaram o Termo Aditivo e 93% votaram a favor do estado de greve.

Sindipetro Rio Grande do Norte –  96% dos trabalhadores aprovaram o Termo Aditivo e 95% votaram a favor do estado de greve. 

Sindipetro Espírito Santo – 89% aprovaram o Termo Aditivo e 86% foram favoráveis ao estado de greve. 

Sindipetro Ceará/Piauí –  89% aprovaram o Termo Aditivo e 96% foram favoráveis ao estado de greve.

Sindipetro Pernambuco/Paraíba –  88% aprovaram o Termo Aditivo e 89,5% votaram a favor do estado de greve. 

Sindipetro Norte Fluminense – 86,5% aprovaram o Termo Aditivo e 85,5% foram a favor do estado de greve. 

Sindipetro Bahia - 89,5% aprovaram o Termo Aditivo e 90% votaram a favor do estado de greve. 

Sindipetro Minas Gerais –  82% dos trabalhadores aprovaram o Termo Aditivo e 94% foram a favor do estado de greve. 

Sindipetro Rio Grande do Sul – 83% dos trabalhadores aprovaram o Termo Aditivo e 95% votaram a favor do estado de greve. 

Sindipetro Duque de Caxias - 81% dos trabalhadores aprovaram o Termo Aditivo e 96% foram favoráveis ao estado de greve. 

Sindipetro Unificado do estado de São Paulo – 88% dos trabalhadores aprovaram o Termo Aditivo e 95% votaram a favor do estado de greve.

 

FUP, com informações dos sindicatos

Mídia

Última modificação emSegunda, 30 Janeiro 2017 18:01