Nesta terça-feira, 15, no programa Encontro com a categoria, a FUP debaterá os próximos passos na luta contra a implantação da associação privada para gerir a AMS e pela derrubada das resoluções 22 e 23 da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR), que alteraram as regras dos planos de saúde de empresas estatais. 

Uma das convidadas do debate é a deputada federal Érika Kokay (PT/DF), autora do Projeto de Decreto Legislativo (PDC 956/2018), que susta os efeitos da Resolução 23. A proposta foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados Federais e aguarda análise do plenário.

O Encontro com a categoria também discutirá estratégias de fortalecimento da campanha Petrobrás Fica e outras formas de resistência contra as privatizações no Sistema Petrobrás. O programa contará com a participação do senador Jean Paul Prates (PT/RN), presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobrás

O Encontro vai ao ar nesta terça, às 18h30, ao vivo, pelo canal da FUP no youtube, com transmissão também pelo facebook

Assista e compartilhe o link: 

Publicado em APOSENTADOS

O Encontro com a categoria desta terça, 08, voltou a esclarecer dúvidas dos trabalhadores sobre a contraproposta de Acordo Coletivo de Trabalho apresentada pela gestão do Sistema Petrobrás, após negociação com as entidades sindicais. 

Participaram do programa o coordenador geral da FUP, Deyvid Bacelar (Sindipetro-BA), e os diretores Cibele Vieira (Unificado-SP), Guilherme Carvalho (Sindipetro-MG) e Fátima Viana (Sindipetro-RN).

As assembleias para deliberar sobre a proposta de Acordo Coletivo se intensificam ao longo desta semana, reta final do calendário indicado pela FUP. Em todos os sindicatos filiados que iniciaram a consulta, os trabalhadores estão aprovando o ACT. Veja aqui o quadro atualizado.

O Encontro com a categoria vai ao ar todas as terças, sempre às 18h30, com transmissão pelo canal FUP Brasil no YouTube e pelo perfil da FUP no Facebook. 

Veja a íntegra do último programa: 

Publicado em Sistema Petrobrás

Nesta quinta-feira, 03, a live semanal da FUP teve novamente como tema a AMS e o Acordo Coletivo de Trabalho. O diretor da FUP, Paulo César Martin, conduziu o debate, que teve como convidados o assessor econômico do Dieese, Cloviomar Cararine, a assessora jurídica da FUP, Jessica Caliman, e o diretor da Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos (FENATECT), Emerson Marinho.

Eles explicaram todos os aspectos econômicos, jurídicos e políticos da última contraproposta de Acordo Coletivo da Petrobrás e suas subsidiárias. Também foi apresentado um simulador para orientar os trabalhadores e aposentados sobre como ficarão as suas contribuições com as novas tabelas da AMS.

 Assista a íntegra: 

Publicado em APOSENTADOS

Em reunião virtual do Conselho Deliberativo, na tarde desta quarta-feira, 26, a FUP e seus sindicatos avaliaram as minutas de Acordo Coletivo apresentadas pela Petrobras e subsidiárias, junto com as assessorias jurídica e econômica. Foram identificados pontos nos textos que não estão de acordo com o que foi apresentado pelos gestores na reunião de negociação realizada na segunda-feira, 24.

Diante disso, as direções sindicais decidiram suspender a reunião do Conselho Deliberativo, enquanto aguardam um posicionamento dos representantes do Sistema Petrobrás. O Conselho volta a se reunir na tarde de quinta-feira, 27.

Ainda nesta quarta, 26, a direção da FUP avaliou a última rodada de negociação com a empresa no programa Encontro com a Categoria, que foi transmitido ao vivo pelo canal do Youtube e no Facebook. 

Assista a íntegra:

Publicado em Sistema Petrobrás

A FUP realizou nesta quinta-feira, 20, mais uma live que terá como tema a AMS. O assessor econômico do Dieese, Cloviomar Cararine, e o diretor da FUP e do Sindipetro-NF, Rafael Crespo, falaram sobre os impactos da negociação do Acordo Coletivo para o plano de saúde dos petroleiros da ativa, aposentados e pensionistas do Sistema Petrobrá.

A proposta apresentada pela gestão Castelo Branco foi massivamente rejeitada em todas as bases da FUP, pois, além de retirar direitos e congelar os salários dos trabalhadores, aumentaa absurdamente o desconto da AMS para os beneficiários que têm mais de 58 anos de idade. Ou seja, mais de 90% dos aposentados e pensionistas estão com o direito adquirido na AMS ameaçado.

Nas lives anteriores sobre o tema, a FUP também debateu e comentou os prejuízos que os beneficiários terão se a gestão da AMS for entregue a uma associação privada. No programa da semana passada, o coordenador da FUP, Deyvid Bacelar, e o secretário geral da FNP, Adaedson Costa, que ressaltaram as frentes conjuntas de luta contra os ataques da gestão ao plano de saúde e a tentativa de privatização da AMS, através da implantação dessa associação.

Quem não assistiu ao vivo o debate desta quinta, pode ver a íntegra do video no link abaixo ou na página do Facebook

 

 

Publicado em APOSENTADOS

Os sindicatos da FUP concluíram as assembleias em praticamente todo o país (somente no Rio Grande do Sul, ainda há assembleias até amanhã) e o resultado foi um retumbante não à contraproposta da gestão Castello Branco. Em diversas bases, os indicativos da FUP foram aprovados por unanimidade e na demais, com mais de 90% de aceitação.

Os petroleiros também referendaram a proposta da FUP de prorrogação do Acordo Coletivo de Trabalho, enquanto durar o estado de calamidade pública e um novo acordo não for pactuado com as empresas do Sistema Petrobras.

As assembleias foram realizadas ao longo da última semana, em modo virtual e presencial, com todos os cuidados necessários para a segurança dos trabalhadores. 

Nesta terça-feira, 18, no programa semanal Encontro com a categoria, a direção da FUP irá avaliar o resultado das assembleias e divulgar os próximos passos da negociação do Acordo Coletivo.

É importante que os trabalhadores participem, enviem dúvidas e comentários pelo chat.

Encontro com a categoria

Hoje, terça-feira, 18, às 19h30

Youtube:

https://youtu.be/9ojpBNCUHiw

Facebook:

https://mla.bs/b1163a5a

#PetrobrasFica 

#ACTFica

Quadro final de assembleias:


Indicativos da FUP > Rejeição da contraproposta da Petrobras e subsidiárias > Aprovação da prorrogação/renovação do atual Acordo Coletivo


Espírito Santo – indicativos da FUP foram aprovados por 97% dos trabalhadores

Ceará/Piauí – os indicativos da FUP foram aprovados por unanimidade

Pernambuco/Paraíba –  indicativos da FUP foram aprovados por unanimidade

Bahia – indicativos da FUP foram aprovados por 98,35% dos trabalhadores

Unificado de São Paulo - indicativos da FUP sendo massivamente aprovados

Paraná/Santa Catarina - 90% dos trabalhadores rejeitaram a contraproposta da Petrobras e 93% foram favoráveis à renovação do ACT

Minas Gerais – 98% dos trabalhadores rejeitaram a contraproposta da Petrobras e 100% foram favoráveis à renovação do ACT

Rio Grande do Norte – indicativos da FUP foram aprovados por 96,16% dos trabalhadores

Amazonas – indicativos da FUP foram aprovados por unanimidade

Norte Fluminense – 97,39% dos trabalhadores rejeitaram a contraproposta da Petrobras e 98,06% foram favoráveis à renovação do ACT

Duque de Caxias – indicativos da FUP foram aprovados por unanimidade

Rio Grande do Sul (assembleis terminam dia 19) –  indicativos da FUP sendo massivamente aprovados

[Da imprensa da FUP] 

Publicado em Sistema Petrobrás

Nas últimas lives que a FUP realizou sobre a Petros, os convidados explicaram para os participantes e assistidos como foram definidos os valores do equacionamento dos Planos Petros do Sistema Petrobrás (PPSPs) e as formas de pagamento do resíduo do PED 2015.

Foi informado sobre as ameaças e prejuízos da proposta de migração para o novo PP3, da intensa campanha para desmoralizar a imagem da Petros, Funcef, Postalis e outros Fundos de Pensão das estatais, para facilitar a transferência dos seus planos e dos seus bilionários recursos financeiros para os bancos e seguradoras.

Esta semana, convidamos os nossos Conselheiros Deliberativos eleitos, Norton Almeida e André Araújo, para falar sobre todas essas ameaças, como podemos nos defender desses ataques e a real situação econômica e financeira dos nossos planos de previdência na PETROS: os PPSPs e o PP2.

Eles falarão também sobre a gestão da Petros e as diversas propostas que os petroleiros deliberaram no 18º CONFUP, visando reduzir os descontos dos equacionamentos dos PPSPs, bem como melhorar a gestão da Petros e dos planos que ela administra.

Você já sabe, nosso programa vai ao ar, toda quinta, a partir das 10 horas. 

Para acessar diretamente o programa, clique abaixo:

Youtube: https://youtu.be/lnpsA41BJPs

Facebook: https://mla.bs/e4e7045f

 

Publicado em Sistema Petrobrás

Nas lives anteriores que a FUP realizou sobre a AMS, os petroleiros puderam conhecer como funcionam os planos de saúde de outras estatais, como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Correios.

Os convidados que participaram dos debates explicaram a diferença entre um plano gerido pelo RH, como é o caso da AMS, e a gestão por uma associação, como a CASSI do Banco do Brasil, e os prejuízos que os beneficiários do plano de saúde dos Correios tiveram, após a implantação de uma associação para gerir a Postal Saúde.

Nesta quinta, 06, a live da FUP reforçou a importância da unidade na luta contra a privatização da AMS, com participação do coordenador da FUP, Deyvid Bacelar, e do  Secretário Geral da FNP, Adaedson Costa. 

"Novamente, alertamos os trabalhadores para os riscos e prejuízos que teremos, caso a gestão da AMS seja transferida para uma associação e os impactos negativos dessa mudança. Temos alternativas para preservar nossos direitos e barrar a implantação dessa associação", explica o diretor da FUP, Paulo César Martin, que irá mediar o debate, que terá início às 10h.

Confira a íntegra do debate: 

 

 

Publicado em APOSENTADOS

A FUP volta a se reunir com a Petrobrás na manhã desta quinta-feira, 30, para dar sequência à negociação do Acordo Coletivo de Trabalho, que teve início na semana passada. Às 18h, os dirigentes da Federação farão uma avaliação da reunião AO VIVO no programa Encontro com a categoria, no canal do youtube, com transmissão também pelo facebook.

A reunião com o RH da Petrobrás terá início às 09h, por videoconferência. Acompanhe pelo Radar da FUP.

A principal luta dos petroleiros nesta campanha é pela renovação do Acordo Coletivo, com ajustes nas cláusulas que foram objeto de mediação no TST (hora extra na troca de turno, banco de horas, efetivos) e regramento do teletrabalho, nos mesmos moldes que ocorreu durante a negociação da redução da jornada de trabalho do administrativo com redução de salário.

Principais reivindicações dos petroleiros e petroleiras

  • Regramento do teletrabalho, com cláusulas protetivas no ACT, com respeito à jornada de trabalho e garantia de que a adesão seja opcional
  • ACT por dois anos – 2020-2022
  • Regramento das tabelas de turno no ACT, com proteção à jornada de trabalho, relação trabalho x folga e preservação da quinta turma
  • Manutenção da AMS como plano autogerido
  • Medidas protetivas para os trabalhadores terceirizados, restabelecimento do fundo garantidor
  • Reajuste pelo IPCA (estimativa de 2,3%) e ganho real de 2,2%, correspondente às perdas inflacionárias verificadas entre 1° de setembro de 2016 e 31 de agosto de 2019
  • Recomposição dos efetivos
  • Condições seguras de trabalho
  • Defesa da Petros
  • Segurança no emprego

Participe e divulgue a live da FUP nesta quinta: 

Publicado em Sistema Petrobrás

Nas lives anteriores que a FUP realizou sobre Petros, foram abordadas questões como o pagamento do novo PED, as propostas de pagamento do resíduo do PED 2015 e o novo PP3.

Nesta quinta, 30, os convidados irão abordar o futuro da previdência complementar fechada e seus planos de benefícios.

Veja a convocatória da live:

Há muito tempo, o grande capital financeiro no Brasil, representado por bancos e seguradoras, buscam se apoderar dos recursos bilionários que estão nos fundos de pensão fechados, principalmente das empresas estatais.

Devido a sua influência econômica na grande mídia, a cobertura jornalística, sobre os fundos de pensão fechados, desde os anos 80, sempre foi envolvendo escândalos de desvios financeiros e roubos dos seus dirigentes.

Mais recentemente, isso se intensificou, devido as operações “Lava-Jato” e “Greenfield” e, mais recentemente, aos equacionamentos de déficits que ocorreram, nos grandes fundos fechados das estatais: Petros, Funcef, Postalis e outros.

Aliado a isso, desde dezembro de 2018, foi editado a Resolução CGPAR 25 estabelecendo diretrizes para as empresas estatais federais, quanto ao patrocínio dos seus planos de benefícios de previdência complementar.

Essa Resolução, no seu Art. 6º, obriga as empresas estatais a avaliar, no máximo, a cada dois anos, a economicidade de manter o patrocínio dos seus planos de benefícios nos fundos fechadas e que a sua Diretoria deverá propor ao seu Conselho de Administração - CÁ a transferência de gerenciamento, quando verificar a não economicidade de manter a administração do plano no fundo fechado.

Essa transferência poderá beneficiar, as entidades abertas, que são administradas, justamente, por bancos e seguradoras.

Para falar sobre todas essas ameaças, que pairam sobre os fundos fechados e seus planos de previdência, convidamos Marcel Barros, Diretor de Seguridade eleito da Previ, vice presidente da ANAPAR e recém indicado pela Associação para o CNPC - Conselho Nacional da Previdência Complementar e Luiz Felippe Fonseca, assessor previdenciário da FUP e da ANAPAR e membro suplente indicado pela ANAPAR, para o CNPC. Ambos já foram nomeados oficialmente para compor o CNPC.

Você já sabe, nosso programa vai ao ar, toda quinta, a partir das 10 horas.

Youtube: https://youtu.be/_A2j4jD-rCw

Facebook: https://mla.bs/89cd0ca6

 

Publicado em Sistema Petrobrás
Página 1 de 2

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram