Durante reunião na manhã desta sexta-feira, 17, da Comissão de Anistia, os representantes da FUP cobraram que a Petrobrás implemente os reajustes salariais referentes a 2017 e a 2018, que ainda não foram aplicados para os petroleiros anistiados. O mesmo ocorre em relação à quitação das PLRs 2017 e 2018, que também continuam pendentes, o que contraria a Lei de Anistia.

A empresa informou que para efetuar os pagamentos, precisa atualizar o banco de dados dos anistiados e agendou nova reunião para o próximo dia 22, para tentar equalizar as inconsistências nos cadastros.

Outro ponto de pauta foi a solicitação feita pelos anistiados, de acesso a Declaração de Salário. A Petrobrás afirmou que está desenvolvendo uma ferramenta virtual que facilitará o acesso a essas informações e em breve fará a divulgação.

[FUP]

Publicado em Sistema Petrobrás

Diretores da FUP, Arthur Bob e Paulo Neves, juntamente com representantes de anistiados cobraram da Petrobrás nesta sexta-feira, 22, uma maior organização nos ajustes de dados dos anistiados, assim como também em relação ao envio de informações ao Ministério do Planejamento objetivando resolver questões referentes a pagamentos e acertos pendentes.

A reunião tratou de casos individuais e alinhou procedimentos para agilizar o sistema de envio de impactos financeiros da Petrobrás para o Ministério do Planejamento, assim como a disponibilização das planilhas referentes aos pagamentos dos anos de 2017 e 2018.

Publicado em Sistema Petrobrás

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram