CNQ realiza VI Congresso Nacional, de 28 a 02 de junho, em Recife

Domingo, 20 Junho 2010 21:00
Veja a entrevista com o coordenador da Confederação, Sérgio Novais...

CNQ

A Confederação Nacional do Ramo Químico (CNQ-CUT) realiza de 28 de junho a 2 de julho, em Recife (PE), o seu VI Congresso Nacional. Sérgio Novais, coordenador geral da CNQ, diz que "este será o maior congresso da Confederação em número de delegados e delegadas participantes". Ele acrescenta que foi mantida a tendência de descentralização dos congressos anteriores.

"Desta vez, foi escolhido o Estado de Pernambuco, onde há uma forte tendência de crescimento e expansão do setor químico e petroquímico, principalmente na região do Complexo Industrial Portuário de Suape, localizado a cerca de quarenta quilômetros ao sul de Recife."

Sérgio Novais observa que o VI Congresso será um momento privilegiado de debates do ramo químico. "Iremos discutir a conjuntura nacional e internacional, faremos um balanço do atual mandato e um planejamento das ações futuras."

Segundo Novais, três temas terão uma atenção especial no Congresso: o setor de papel e celulose e o avanço da terceirização nesse setor; o setor farmacêutico e suas perspectivas de crescimento e o pré-sal com seus reflexos em todo o ramo químico.

Eleições

"No Congresso é inevitável que o tema das eleições também entre na pauta. A CNQ historicamente sempre procurou, através de sua prática cotidiana, formas de assegurar que toda a classe trabalhadora tivesse condições de ter uma leitura clara do processo político e uma avaliação precisa dos candidatos e candidatas e a posição deles diante de temas importantes como a liberdade e autonomia sindical, democracia no local de trabalho, direito de sindicalização, entre outros", explica o dirigente da CNQ.

Sérgio Novais assumiu há nove meses a Coordenação Geral da Confederação, substituindo Aparecido Donizeti da Silva que passou a presidir o Instituto Observatório Social. Entretanto, está na atual direção desde o início deste mandato, que ele avalia positivamente.

"A atual direção procurou cumprir as decisões aprovadas no Congresso anterior e as deliberações e campanhas da CUT. Em julho do ano passado, realizamos a IV Plenária Nacional, onde delineamos algumas novas prioridades e reiteramos outras", explica Sérgio Novais.

Para ele, os pontos fortes do atual mandato foram as ações pelo fortalecimento das redes de trabalhadores e o trabalho de organização da juventude, procurando dar uma nova perspectiva ao jovem que entra no mercado de trabalho, para que ele participe do movimento sindical.

"Continuamos também realizando nosso programa de formação, Formaquim, que é um sucesso e tem ampliado os temas de discussão, tais como, gênero, negociação coletiva, saúde e juventude."

Para finalizar, Sérgio Novais manda um recado aos delegados e delegadas que irão participar do Congresso: "É importante que todos se preparem para fazer um debate de qualidade, marcado por intervenções que contribuam para o fortalecimento da organização da CNQ e o fortalecimento das lutas da classe trabalhadora".

PROGRAMAÇÃO DO VI CONGRESSO NACIONAL DA CNQ-CUT

Local: Dorisol Recife Grand Hotel – Recife/PE

Dia 28/06 (Segunda Feira)

14h00 – Início do credenciamento.

18h00 – Encerramento do credenciamento.

19h00 – Abertura solene do VI Congresso da CNQ/CUT.

 

Dia 29/06 (Terça feira)

07h00 às 09h00 – Café.

08h00 – Reabertura do credenciamento.

09h00 – Mesa 1: Leitura, apreciação e votação do regimento interno e recursos.

10h00 – Mesa 1 – Ajuste Estatutário.

10h30 – Mesa 1 – tema: Conjuntura internacional e nacional.

12h00 – Encerramento do credenciamento de delegados/as.

Das 13h00 às 14h00 – Credenciamento dos suplentes.

Das 13h00 às 14h00 – Almoço.

14h00 – Mesa 2 - tema: "O Setor de Celulose e Papel e a Prática de "Terceirização".

17h00 – Encerramento do 1º Dia.

20h30 – Jantar.

 

Dia 30/06 (Quarta feira)

07h00 às 09h00 – Café.

09h00 – Mesa 3: Balanço da direção – Mandato 2007 / 2010 e análise setorial.

10h00 – Encerramento do prazo para inscrição de chapas.

11h00 – Mesa 4 – Estrutura sindical.

Das 13h00 às 14h00 – Almoço.

14h00 – Mesa 5 - tema: Pré-Sal e seus reflexos para o Ramo Químico – Marco Regulatório.

16h00 – Mesa 6 – Eleição da direção nacional e do conselho fiscal.

17h30 – Encerramento do 2º Dia.

20h30 – Jantar e atividade cultural.

 

Dia 01/07 (Quinta feira)

07h30 às 09h00 – Café.

09h00 – Mesa 7 – tema: Setor Farmacêutico: "As perspectivas de investimentos na Indústria Farmacêutica Brasileira para o próximo período".

11h00 – Mesa 8 – Plano de Lutas e Ações.

Das 13h00 às 14h00 – Almoço.

14h00 – Mesa 9 – Posse da nova direção nacional e do conselho fiscal da CNQ/CUT.

15h30 – Saída das delegações.

 

Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.