Petrobrás Transporte: FUP e subsidiária discutem implantação do Plano Petros 2

Quinta, 19 Fevereiro 2009 21:00
A FUP participou nesta quinta-feira, 19, de reunião com a Gerência de RH da Petrobrás Transporte ....

Imprensa da FUP

 

A FUP participou nesta quinta-feira, 19, de reunião com a Gerência de RH da Petrobrás Transporte para discutir o cronograma de implantação do Plano Petros 2 para todos os trabalhadores da subsidiária, cujo atual plano de previdência complementar (Plano Transpetro) não tem cobertura de risco, nem outras garantias previdenciárias. Atendendo à reivindicação da FUP, a subsidiária concordou com a instalação de uma Comissão para Implantação do Plano Petros 2, que terá três representantes da Federação, três membros da Federação dos Sindicatos dos Marítimos e dois representantes da Petrobrás Transporte. A FUP propôs ainda que a Comissão tenha também representantes da Petros, reivindicação aceita pela subsidiária.

 

Os representantes da FUP são: Paulo Cesar Martin (diretor da Federação e Conselheiro Deliberativo eleito da Petros), Cláudio Alberto de Souza (diretor do Sindipetro-NF e suplente eleito do Conselho Deliberativo da Petros) e Alexandre Alves (operador da Petrobrás Transporte e diretor do Sindipetro PR/SC). Os três dirigentes sindicais cobraram o início imediato do processo de implantação do Plano Petros. A Gerencia de RH da subsidiária se comprometeu a agendar a primeira reunião de trabalho da Comissão para o início de março (primeira semana do mês).

 

PRIMEIRIZAÇÃO

 

A FUP e os sindicatos de PE/PB, PR/SC, BA e CE já haviam se reunido no último dia 04 com a Petrobrás Transporte para tratar de uma série de demandas da categoria. Os dirigentes sindicais voltaram a cobrar uma ação da empresa em relação à atuação de trabalhadores terceirizados em atividades fins. A subsidiária apresentou um levantamento feito em todas as unidades, que relata a existência de 91 trabalhadores terceirizados executando atividades fins. A empresa informou que 48 destas vagas deverão ser primeirizadas, através de concurso público e que esta questão já está sendo discutida pela diretoria. Quanto aos demais trabalhadores, a Petrobrás Transporte irá remanejá-los para as atividades de medição do Projeto de TESIA. A FUP encaminhará aos sindicatos o estudo feito pela subsidiária para que seja avaliado, de acordo com a realidade de cada base.

 

Outras questões tratadas na reunião: o adicional reivindicado pelos trabalhadores da faixa de gasoduto, o número excessivo de trabalhadores do turno alocados em regime administrativo, a cobertura da AMS para quem se aposenta por tempo de contribuição. A empresa ficou de se posicionar sobre cada um destes pontos na próxima reunião com a FUP e sindicatos.

Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.