Ameaça de corte do extraturno acirra os ânimos na Replan e trabalhadores estão aprovando greve de cinco dias

Domingo, 15 Fevereiro 2009 21:00
Na Replan, base do Sindipetro Unificado-SP, os trabalhadores intensificarão a mobilização de quarta-feira, 18...

Imprensa da FUP

 

Na Replan, base do Sindipetro Unificado-SP, os trabalhadores intensificarão a mobilização de quarta-feira, 18, transformando-a em uma greve de advertência de 24 horas contra o ataque da Petrobrás aos direitos dos trabalhadores de turno admitidos após 1999. A empresa ameaça cortar o pagamento da dobradinha destes petroleiros, acirrando ainda mais os ânimos da categoria, que está aprovando em assembléias a realização de uma greve de cinco dias na refinaria, a partir do dia 02 de março (data da outra mobilização nacional indicada pela FUP), se a Petrobrás insistir em retirar o extraturno dos trabalhadores admitidos após 1999.

 

Os petroleiros da Replan, através de ação judicial ganha pelo sindicato, mantiveram o pagamento da dobradinha, que foi usurpada da categoria através de proposta de indenização imposta pela empresa durante o governo neoliberal de FHC. De lá para cá, o extraturno continuou sendo pago a todos os trabalhadores de turno da refinaria, inclusive os que foram admitidos posteriormente. A Petrobrás agora quer cortar este direito, mantendo a dobradinha somente para quem foi contemplado na época pela ação do sindicato.

Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.